Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Manaus

Seis moradores e quatro policiais ficam feridos durante desocupação na Cidade das Luzes

Tropas especiais da PM começaram a cumprir a ordem expedida pela Justiça para desocupação, dentro de APA no Tarumã, Zona Oeste de Manaus, no início da manhã desta sexta (11), no local onde moram entre 1,8 mil e 5 mil pessoas. Pela manhã, oito pessoas foram detidas



1.jpg Invasão Cidade das Luzes começa a ser desocupada em Manaus
11/12/2015 às 13:07

VEJA IMAGENS

As tropas especiais da Polícia Militar deram início, na manhã desta sexta-feira (11), à desocupação da invasão denominada Cidade das Luzes, no Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Esta é a segunda tentativa de cumprimento da ordem expedida pela Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa) para desocupação da área. Por volta de 9h30, o balanço parcial emitido pelo comando da operação informou que seis moradores, além de quatro policiais, ficaram feridos durante a desocupação.



Aproximadamente 700 servidores estão envolvidos na ação, que iniciou por volta das 6h30, de acordo com o secretário-executivo do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), Frederico Mendes. No local, moram mais de cinco mil famílias, segundo os próprios ocupantes. No entanto, um levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) estima que 1,8 mil pessoas morem no local, em cerca de 300 barracos.

O mandado cumprido trata-se de uma Ação Civil Pública, solicitado pela Procuradoria Geral do Município, por danos ambientais. Assim como aconteceu na primeira tentativa, os ocupantes da área montaram uma barreira na entrada do ramal da Anaconda, que dá acesso à invasão. Eles atearam fogo para impedir o acesso das tropas e dos tratores.

Cartaz segurado por ocupantes. Foto: Winnetou Almeida

Até o momento, oito pessoas foram presas por desacato durante a operação de desocupação da Cidade das Luzes. Outros seis moradores da comunidade ficaram feridos pela manhã, assim como quatro policiais militares. Apesar de nenhum caso ser grave, todos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

De acordo com o coronel Cleitman, do Comando de Policiamento Especial (CPE), "tudo está estabilizado dentro (da invasão)". Ainda segundo o coronel, a previsão é que a desocupação sejá concluída apenas ao longo deste sábado (12).

O defensor público Carlos Alberto Almeida está acompanhando a ação e explicou que todas as de suspensão tentativas da defensoria para a suspensão da ação foram negadas. “Tentamos dois agravos, uma correção, um pedido de suspensão e duas petições ao juízo, mas todos foram negados, sendo o último ontem, às 19h15”.

Segundo o defensor, o órgão vem acompanhando todas as ações de desocupação do Estado, e não há registro de qualquer exceção por parte da polícia. No entanto, ele afirma que a ação deveria ser melhor analisada. “Esta área é particular. O interesse maior de ver essas famílias serem retiradas são dos donos. Inclusive, existe outro processo tramitando na Justiça  Federal, de reintegração, que partiu do proprietário”.

Três advogados da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) também estão no local, acompanhando a operação capitaneada pela SSP-AM.

Homem ateou fogo em si

Um morador da Cidade das Luzes, identificado como André Junior Oliveira, de 32 anos, ateou fogo em si mesmo durante a desocupação.


Segundo o coronel Cleitman, o homem se acorrentou à parede de um barraco, com várias botijas de gás ao redor, se molhou com combustível e, em seguida, incendiou tudo.Ele teve queimaduras de terceiro grau em 90% do corpo.

A irmã do morador tentou intervir, mas o homem acabou jogando combustível nela também. O capitão Anit, do Comando de Operações Especiais (Coe) da PM também interviu e se atirou no fogo para desacorrentar André, e conseguiu.

O morador foi socorrido e levado pelo Samu e o capitão Anit levado no helicóptero Águia da PM. Os dois foram encaminhados ao Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. O estado de saúde deles não foi confirmado.

O comando do Corpo de Bombeiros confirmou a situação. “Como na casa estava vazando gás e ele havia posto fogo em si mesmo, iniciou uma queima também na residência. A equipe dos bombeiros chegou e fez a extinção”, afirmou a assessoria.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.