Publicidade
Manaus
POLÍCIA

Seis pessoas são detidas em operação de resposta a ato pró-líderes da FDN

Segundo a SSP-AM, manifestantes que pediam a volta dos narcotraficantes João Branco e Zé Roberto da Compensa viviam no bairro. Tenente-coronel da Seaop disse que pessoas receberam dinheiro para fazer ato 10/05/2018 às 20:39 - Atualizado em 10/05/2018 às 20:42
Show dsc 2071
Foto: Divulgação
acritica.com* Manaus (AM)

Quatro homens foram presos e dois adolescentes apreendidos no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus, na quarta-feira (9) e nesta quinta-feira (10), após a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) determinar uma operação na área como resposta ao protesto que pedia o retorno de narcotraficantes ligados à facção criminosa Família do Norte (FDN) para a capital amazonense.

A operação teve como foco o Residencial Viver Melhor. Segundo a SSP-AM, após investigação, foi constatado que os manifestantes em prol aos traficantes “João Branco” e “Zé Roberto da Compensa”, vieram do bairro Santa Etelvina, na Zona Norte, e de invasões próximas à localidade. Os criminosos estão detidos em presídios federais e são apontados como líderes da FDN.

Além de prisões de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, a ação de reforço da Polícia Militar, Polícia Civil e Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop) apreendeu cerca de 1 quilo de oxi, 148 trouxinhas entre maconha e cocaína, uma motocicleta e um revólver calibre 38 com numeração suprimida.


 

De acordo com o tenente-coronel Bruno Azevedo, coordenador de operações da Seaop, o serviço de inteligência da Secretaria de Segurança identificou que parte dos manifestantes foi assediada pela facção criminosa para participar da manifestação.

“Parte daquelas pessoas recebeu ajuda financeira para estar lá. Aquilo é um contrassenso. A determinação do secretário de Segurança foi para aumentar a sensação de segurança da população, com a presença forte e ostensiva da polícia. Isso não vai parar por aqui”, afirmou.

Prisões

Na tarde de ontem (9), foi preso Manoel Gemaque Cardoso. Ele estava com uma motocicleta com restrição de roubo e placa adulterada, de acordo com o delegado do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Paulo Benelli. O delegado destacou a participação dos moradores no auxílio ao trabalho que vem sendo feito no bairro da zona norte. “Agradecemos à população que tem colaborado com o trabalho da polícia”, afirmou.

A segunda prisão ocorreu durante a noite, por policiais das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam). Sérgio Roberto Corvelo, 34, estava com cerca de 1 quilo de oxi, na avenida 7 de maio, e uma arma de fogo. Corvelo é irmão de um infrator, chamado de ‘Romarinho’, que é conhecido por comandar o comércio de drogas na região do Residencial Viver Melhor.

Na manhã desta quinta-feira (10), policiais da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) prenderam Phelipe Italo Alves de Almeida. Ele estava foragido do sistema prisional desde setembro do ano passado. Já durante a tarde, policiais da Seaop, em conjunto com uma equipe da 26ª Cicom e do 26º DIP, prenderam Francirney Oliveira Nascimento, de 24 anos, e apreenderam a namorada dele, uma adolescente de 17 anos.

Denúncias anônimas, recebidas através do telefone 181, ajudaram os policiais a chegar aos infratores. Com eles, a polícia encontrou drogas, relógios e celulares. A polícia encontrou 91 trouxinhas de ‘skunk’, 40 trouxinhas de cocaína, 17 trouxinhas de oxi, além de R$ 94,70 em espécie, quatro relógios, dois cordões e três celulares.


 

Também foi apreendido um adolescente de 15 anos, que estava com drogas e cerca de R$ 60 em espécie. Segundo o Capitão Bruno Pereira, comandante da 26ª Cicom, a apreensão de entorpecentes não foi maior porque a presença ostensiva da polícia inibiu a ação de traficantes desde o início da operação no bairro Santa Etelvina.

*Com informações da assessoria de imprensa.

Publicidade
Publicidade