Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
Protesto

Sem água há uma semana, moradores do Armando Mendes fecham rua do bairro

Segundo eles, a zona alta do bairro passa por problemas de abastecimento desde novembro do ano passado. “Essa história que quebrou uma peça não é de hoje”, disse um deles



0c86ddd1-d3ef-41fb-9b33-663c09856c4b.jpg Os moradores fecharam a rua Itacolomi, em frente à feira do bairro Armando Mendes (Foto: Euzivaldo Queiroz)
08/06/2016 às 10:07

Depois de ficarem uma semana sem água nas torneiras, moradores do Armando Mendes, na Zona Leste de Manaus, fecharam a rua Itacolomi, em frente à feira do bairro, na manhã desta quarta-feira (8), como forma de protesto. Eles pretendem fechar a avenida Grande Circular caso o problema não seja resolvido.

De acordo com o líder comunitário Josimar Gadelha, a zona alta do bairro Armando Mendes passa por sérios problemas de abastecimento desde novembro do ano passado. “Ficamos dois dias com água na torneira, porém três meses sem o abastecimento. Já ficamos até um mês sem o abastecimento e essa história que quebrou uma peça não é de hoje, vai completar ano”, contou.

Josimar informou que até o momento não apareceu nenhum carro pipa para abastecer essa área da comunidade. “A conta de água vem e sempre é um absurdo. Como vamos pagar R$ 400 por um serviço que não temos? Precisamos que a prefeitura fiscalize esta situação”, disse.

Conforme os manifestantes, quem tem condição financeira abastece uma caixa d’água de 1 mil litros por R$ 50, levada por carros pipas particulares. Entretanto, para quem não tem dinheiro a situação é totalmente precária.

“Água é saúde! Muitas das vezes nossos filhos ficam dias sem ir pra aula, pois não há condições de as escolas abrirem as portas. Água é nosso direito e não temos”, reclamou a dona de casa Suely Santana, 40, que considera a situação vergonhosa, pois os moradores precisam ter “sorte” para tomar banho.

A Manaus Ambiental, concessionária do serviço, informou que a falta de água no bairro Armando Mendes deve-se por conta de furtos dos cabos de energia nos dias 3, 4 e 7 do corrente mês. “Estamos reunindo esforços para repor os cabos furtados afim de trazer para a normalidade a situação em que se encontram-se os moradores mencionados”, disse a assessoria de imprensa do órgão.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.