Publicidade
Manaus
Manaus

Semed pretende desativar escola que teve a terceira melhor nota no Ideb no ano de 2013, em Manaus

Professores e pais de alunos da Escola Municipal Lóris Cordovil, na Zona Sul da capital, foram surpreendidos pela medida que, de acordo com o Sinteam, não foi anunciada pela Secretaria Municipal de Educação 17/12/2014 às 16:34
Show 1
Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Marcus Libório
acritica.com* Manaus (AM)

Escola com a terceira maior nota no Ideb 2013, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Lóris Cordovil será desativada a partir do ano que vem. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), Marcus Libório, deve ir nesta quarta-feira à Secretaria Municipal de Educação (Semed) pedir esclarecimentos sobre o assunto.

A notícia chegou ao sindicato na tarde de terça-feira (16). A escola sequer consta na lista das escolas para a matrícula, de acordo com pais de alunos. Eles e professores estão revoltados e foram pegos de surpresa com a informação. Ainda na terça, o Sinteam fez uma reunião com os professores da unidade de ensino.

A dona de casa Marcele Silva, 36, está apreensiva. “Eu gosto da escola. É muito boa. Se fechar, onde vou colocar meus filhos? Não tem nenhuma aqui perto que aceite crianças na idade deles”, conta. A Loris Cordovil fica localizada na avenida Tefé, bairro Praça 14, Zona Sul.

A preocupação do Sinteam vai além da oferta de vaga para alunos. “Os profissionais sequer foram avisados. Souberam porque uma mãe foi tentar fazer a matrícula e não conseguiu. Procurou a escola e descobriu que ela será desativada. Isso é falta de respeito. A Semed não se preocupa. Esses trabalhadores fazem parte da comunidade e deveria pelo menos ser informados. E depois serão lotados onde a Semed quiser. Não há conversa”, diz Libório.

Segundo ele, outras escolas devem estar na mesma situação. O sindicato vai pedir informações sobre o assunto. O maior problema, de acordo com Libório, são os prédios alugados. “Provavelmente, a desculpa será essa. Mas não vemos a prefeitura preocupada em resolver de uma vez por todas isso. Mais da metade das escolas funcionam em prédios alugados sem condições de abrigar um ambiente adequado para o processo educacional”, declarou.

Semed providenciará novo imóvel

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) esclareceu que as informações divulgadas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) são improcedentes. A secretaria informou, ainda, que a Escola Municipal Lóris Cordovil funciona em prédio alugado e, por conta de problemas estruturais, a pasta está providenciando um novo imóvel.

"A Semed ressalta que a escola não será desativada, apenas passará a funcionar em um novo prédio. Para não prejudicar o ano letivo dos alunos, até que o novo prédio seja alugado, os estudantes serão realocados para escolas próximas. Membros da Divisão Distrital Zonal Sul irão até o atual prédio onde a escola funciona conversar diretamente com a comunidade e esclarecer os fatos". 

*COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA

Publicidade
Publicidade