Publicidade
Manaus
Manaus

Semsa interdita consultórios odontológicos ilegais

Segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a blitz junto aos consultórios odontológicos, tem como meta principal a orientação e educação sobre a importância de questões como a licença de funcionamento, o uso de equipamentos de proteção individual, a estrutura do local e a esterilização dos instrumentos utilizados 22/05/2013 às 19:58
Show 1
Das irregularidades constatadas, os fiscais flagraram o exercício ilegal da profissão, ausência de licenciamento sanitário, inadequado processo de esterilização de artigos, medicamentos vencidos, dentre outras irregularidades
acritica.com Manaus

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) interditou nesta quarta-feira (22), quatro consultórios odontológicos localizados na zona Oeste da cidade.  A ação aconteceu em blitz coordenada pelo Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa) em parceria com o  Conselho Regional de Odontologia (CRO-AM). No total,  21 estabelecimentos foram visitados.

De acordo com o diretor do Dvisa, Jerfeson Caldas, dos 21 visitados – cinco estavam fechados -, foram inspecionados 16 estabelecimentos mapeados na zona Oeste de Manaus, local onde há baixa emissão de licenças sanitárias dos serviços odontológicos. Das irregularidades constatadas, os fiscais flagraram o exercício ilegal da profissão, ausência de licenciamento sanitário, inadequado processo de esterilização de artigos, medicamentos vencidos, dentre outras irregularidades.

“Logo no primeiro consultório tivemos que interditar, porque não havia a mínima condição de higiene. Paredes mofadas, ar condicionado sujo, material odontológico enferrujado. Isso só traz problemas para a saúde do paciente”, disse Caldas.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a blitz junto aos consultórios odontológicos, tem como meta principal a orientação e educação sobre a importância de questões como a licença de funcionamento, o uso de equipamentos de proteção individual, a estrutura do local e a esterilização dos instrumentos utilizados.

“A Semsa pretende intensificar as blitze educativas em diferentes estabelecimentos para orientar, tanto os profissionais quantos os consumidores. O Dvisa também pretende produzir materiais como adesivos, que possam identificar os estabelecimentos comerciais que estejam regulares junto ao órgão, de acordo com a necessidade de cada tipo de serviço”, explica Jerfeson Caldas.

 

O órgão

O Dvisa é o órgão municipal responsável por desenvolver ações de proteção, promoção e educação sanitária junto à população, além de fiscalização em estabelecimentos comerciais que estão sujeitos ao controle sanitário e do projeto arquitetônico de estabelecimentos de saúde e daqueles que atuam com a manipulação de alimentos ou medicamentos, incluindo consultórios médicos, supermercados e restaurantes. Também realiza serviços como a expedição de termos de autorização para eventos, inspeção de estabelecimentos para atender solicitações de órgãos como o Ministério Público Est adual, Conselho Estadual de Educação, Polícia Militar e conselhos de classe.

Para informações ou denúncias, o telefone do Dvisa é 0800 092 0123 ou visa.sms@pmm.am.gov.br.


Publicidade
Publicidade