CASA CAIU

Servidora federal é presa por usar cartão de crédito de morto por quase 30 anos

Eva Maria Silva, 48, usava o nome de um servidor público aposentado, que morreu em 1990. A polícia estima que a fraude rendeu R$ 4 milhões de desvios

Marcos Lima
04/09/2019 às 15:27.
Atualizado em 11/03/2022 às 00:48

(Foto: Jair Araújo)

A servidora pública federal, Eva Maria Silva Nascimento, 48, suspeita de praticar o crime de estelionato ao realizar compras com cartão de crédito de aposentado morto desde maio de 1990, foi presa e apresentada nesta quarta-feira (4) na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, Zona Centro-Oeste de Manaus. Durante quase 30 anos a fraude teria rendido quase R$ 4 milhões à servidora.

Eva, que é funcionária atualmente dos Correios, foi identificada pela polícia por realizar compras, nas lojas da cidade, com o cartão de crédito que estava no nome de Fernando Bonates. Ela foi presa na sua residência no bairro Novo Aleixo, Zona Norte, na sexta-feira (30). E estava em posse de cartões de crédito e contracheques no nome do falecido. Segundo o presidente da Previdência do Estado do Amazonas (Amazonprev), André Luiz Zogahib, a polícia foi acionada para verificar irregularidades na concessão da aposentadoria do servidor público. 

O delegado Sinval Barroso, Diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), afirma que a mulher trabalhava no antigo Banco do Estado do Amazonas (Bea), e teve acesso à conta e aos dados do investigador morto em 1990. Ela recebia mensalmente quase R$ 9 mil reais pelo benefício. De acordo com o Secretário de Segurança Lousimar Bonates, desde a morte do investigador, a fraude totaliza quase R$ 4 milhões.

O investigador da Polícia Civil Fernando Bonates morreu em maio de 1990, e desde então, Eva Maria vinha usando o nome do aposentado para transações financeiras. O AmazonPrev verificou o cadastro de pagamento dos servidores ativos e inativos e levantou as provas do crime.

A suspeita foi indiciada por estelionato majorado e será encaminhada para o Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por