Domingo, 25 de Agosto de 2019
PRECAUÇÃO

Servidores do Ciops trabalham de máscaras após caso suspeito de meningite

Atendente do 190 foi internado no HPS João Lúcio e primeiro exame deu negativo, mas outros testes estão sendo feitas. Medidas preventivas foram tomadas de imediato



WhatsApp_Image_2018-05-13_at_19.16.22.jpeg
13/05/2018 às 19:37

Com suspeita de meningite, um atendente do 190,  lotado no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) deu entrada no último sábado (12), no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), afirmou que o primeiro exame feito no paciente deu negativo, mas espera o resultado de outros testes. Por conta da situação, durante o fim de semana, funcionários do Ciops e Centro Integrado de Comando e Controle (Cicc), usaram máscaras hospitalares para proteção.

Em nota, o titular da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança (Seagi), coronel Fábio Pacheco da Silva, explicou que eles iniciaram as medidas cabíveis com a abertura das portas dos ambientes do Centro Integrado de Comando e Controle, bem como a assepsia do local e dos equipamentos de trabalho (mesas, cadeiras, computadores, fones).

Foram distribuídos materiais para os servidores (álcool em gel, máscaras e luvas plásticas), para o uso. O Dr. Cabral e a Enfermeira Jéssica, ambos do Corpo de Bombeiros, conversaram com os colaboradores de serviço, esclarecendo assim as dúvidas existentes, bem como, informando quais os procedimentos a serem tomados.

O coronel Fábio explicou ainda que foi realizado contato com a mãe do servidor e que o órgão se colocou à disposição para ajudar no que for necessário para o restabelecimento da saúde do funcionário. A família não autorizou a divulgação de outras informações.

Em nota, ele explica que a Seagi teve apoio da Dra. Samantha , diretoria de Saúde da Polícia Militar, que em contato com os médicos do Hospital João Lúcio, trouxe informações de que o atual quadro de saúde do paciente é estável e está reagindo bem aos medicamentos. A meningite não foi confirmada em exame, porém está sendo tratada como se fosse, o que descarta o risco de contágio no ambiente de trabalho e servidores, por não ser de origem viral o sintoma apresentado.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.