Publicidade
Manaus
SEM VOTO

Sete dos dez menos votados para deputado estadual no Amazonas são mulheres

Lista traz candidatos que receberam entre 1 e 6 votos. Legislação eleitoral exige que partidos e coligações contem com no mínimo 30% de mulheres candidatas para cargos como deputado 12/10/2018 às 02:51
Show menos votados 734a0051 f8b1 4019 b949 1b76a0b52caf
Fotos: TSE
Vitor Gavirati Manaus (AM)

Sete dos dez candidatos a deputado estadual que menos receberam votos no Amazonas nas eleições de 2018 são mulheres, incluindo a última colocada do pleito: Jansele Coutinho (PMN), que recebeu apenas um voto. Jansele, que declarou ser dona de casa, também disputou a eleição de 2016 para vereadora por Manaus e não recebeu nenhum voto no pleito.

Entre as sete mulheres da lista, somente uma concorreu pela primeira vez na eleição deste ano. Assim como Jansele, as mais experientes se candidataram a vereadora em Manaus no pleito de 2016 e juntas tiveram um desempenho 17 vezes melhor do que na votação do último domingo (7). Enquanto na eleição municipal as seis candidatas conquistaram 319 votos, somaram 18 na do último final de semana.

Três dos menos votados concorreram pelo PSB. Aparecem na lista, além de Jansele: Josiane Froes (PHS), Mirla Araújo (Avante), Dilce Ribeiro (PSB) e Conceição dos Eventos (PPL), todas com 3 votos cada; Simone Maquiné (PSB), Rogério Soares (Psol) e Audo Costa (PV), com 5 votos; Maria Lasiane (PSB) e Valmy Martins (PPL), com 6 votos.

A legislação eleitoral brasileira exige desde 1997 que partidos e coligações contem com no mínimo 30% de mulheres como candidatas para cargos como deputado estadual e vereador.

Queda de desempenho

Josiane Froes e Dilce Ribeiro, a exemplo de Jansele Coutinho, também não receberam votos na eleição municipal de 2016. Mirla Araújo teve 64, Conceição dos Eventos 153 e Simone Maquiné 102. Valmy Martins e Maria Lasiane, que conquistaram seis eleitores cada, estavam em suas primeiras eleições.

Audo, no entanto, já estava em seu 4º pleito. Ele, que é policial militar, chegou a receber 3.446 Votos para vereador em 2012, quando concorreu com o nome Cabo Audo.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponíveis na ferramenta DivulgaCand, Rogério renunciou a candidatura este ano, mas ainda assim recebeu 5 votos. Ele havia concorrido para vereador por Itacoatiara (município a 176 km de Manaus) em 2016.

Sete candidatos sem gasto de campanha e três não prestaram contas

Dos dez candidatos a candidato deputado estadual menos votados no Amazonas, sete não receberam recursos e nem tiveram gastos com a campanha, conforme o TSE. Josiane Froes, Conceição dos Eventos e Valmy Martins ainda não prestaram contas à Justiça Eleitoral.

Com exceção de Audo Costa, todos declararam ao TSE não possuírem bens. O candidato do PV divulgou possuir R$ 340 mil com dois terrenos.

Publicidade
Publicidade