Publicidade
Manaus
POLÍCIA

Sete homens são presos suspeitos de mortes em campo de futebol na Compensa

Duas pessoas seguem internadas após serem baleadas em tiroteio em campo de futebol. Entre os suspeitos dos crimes, havia dos foragidos do sistema prisional 01/09/2018 às 19:19
Show c05906a7 9391 4dc5 85e1 a258da8d6bdf 2cc89e4b d657 4650 8dc7 a26cc94b5cf3
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Sete homens foram presos neste sábado (1) suspeitos de envolvimento no triplo homicídio em um campo de futebol no bairro Compensa, Zona Centro-Oeste de Manaus. Duas pessoas seguem internadas após terem sido baleadas. Entre os capturados, dois são foragidos do sistema prisional.

Com o bando, foram apreendidas seis armas de fogo, munições e um veículo com restrição de roubo. A prisão foi efetuada por policiais das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) por meio de denúncias.

Segundo a polícia, parte do grupo estava escondido na travessa S do bairro Nova Esperança, na Zona Centro-Oeste. "Montamos uma operação pela manhã e fizemos a incursão no local. Houve correria, com os suspeitos pulando de quintal em quintal, mas conseguimos prender cinco suspeitos", explicou o tenente Aldivan Rodrigues, da Rocam, que coordenou os trabalhos.

Os presos confirmaram, então, a localização de Bruno de Souza Carvalho, vulgo "Bruno Fiel", um dos líderes de uma facção criminosa que disputa o comando do tráfico de entorpecentes no Amazonas. Bruno estava com o comparsa Rickson da Silva Almeida, vulgo "Kaká", no bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul de Manaus. À polícia, ele apresentou uma identidade falsa, com o nome de Miguel Alfaia de Souza.

Bruno "Fiel" tinha quatro mandados de prisão em aberto, sendo um por tráfico e três por homicídio. Ele era um dos procurados pelas forças de segurança do Amazonas contra quem havia uma recompensa oferecida pela Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), braço investigativo da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Foram presos Paulo Ricardo de Souza, 30; Danilo Campos de Araújo, 25; Rickson da Silva Almeida, vulgo Kaká, 25; Roque de Castro Pinto Junior, 25; Alexandre Chaves Barreto, 27; Anderson Gustavo Ferreira, vulgo Godofredo, 28; e Bruno de Souza Carvalho, 31, vulgo Bruno Fiel. Anderson e Bruno eram foragidos do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 2).

Com os sete infratores, a Rocam apreendeu um Toyota Etios utilizado na chacina, com placa adulterada e restrição de roubo, uma pistola .40, de treino da Polícia Militar do Pará, uma pistola 380, dois revólveres 38, uma arma caseira calibre 12 e um rifle .44. Todas as armas estavam com o número de série raspado. Também foram apreendidas munições.

Os presos, o carro e as armas apreendidas foram apresentados no 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado no bairro Santo Agostinho, onde o flagrante foi lavrado.

Mortes na Compensa

Na tarde de sexta-feira (31), a ação de uma organização criminosa deixou três mortos e três pessoas feridas no bairro da Compensa, zona centro-oeste da capital.

Segundo informações da Rocam, os suspeitos estavam em três veículos e atiraram contra as vítimas na rua T6. No local, foram encontradas 12 cápsulas de pistola calibre 380 e revólver calibre 38. Os primeiros atendimentos aconteceram no SPA Joventina Dias, no bairro da Compensa.

As vítimas fatais foram Ueliton de Oliveira Mota, 29, Thiago Amaral Albuquerque, 30, e Thiago Queiroz de Medeiros, 31. Ficaram feridos Mônica Regina da Silva, 36, baleada na mão e já liberada, e Girlan Siqueira, 28, que está no HPS João Lúcio, e Edson Lucas dos Santos, 17, que segue no HPS 28 de Agosto.

Publicidade
Publicidade