Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Manaus

Sete mil crianças são vacinadas em Manaus durante campanha para a atualização de cartões

A campanha foi lançada hoje e segue até o dia 24 e, na capital, é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). As vacinas serão aplicadas em crianças com idade até cinco anos



1.jpg Além da atualização do Cartão de Vacina, as crianças que forem aos postos de saúde da rede municipal durante a Campanha de Multivacinação deverão receber, mediante triagem, uma megadose de Vitamina A
18/08/2012 às 14:17

Mais de sete mil doses de vacinas foram aplicadas apenas na manhã deste sábado em crianças de 0 a 5 anos de idade em Manaus a partir do “Dia D de Multivacinação”, campanha que acontece simultaneamente em todo o País com o objetivo de atualizar os cartões de vacinação desta faixa-etária. A campanha foi lançada hoje e segue até o dia 24 e, na capital, é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Além da atualização do Cartão de Vacina, as crianças que forem aos postos de saúde da rede municipal durante a Campanha de Multivacinação deverão receber, mediante triagem, uma megadose de Vitamina A. A oferta do suplemento tem a finalidade de ampliar a proteção contra quadros graves de doenças como diarreia, pneumonias e outras infecções relacionadas à deficiência da vitamina e faz parte das ações do programa Brasil Carinhoso, do Governo Federal, executado em parceria com Estados e Municípios. Além dos 1,8 mil servidores envolvidos na Multivacinação, outras 830 pessoas (entre servidores e estudantes de instituições de ensino da área da saúde) estarão trabalhando na triagem das crianças e na administração da dose de vitamina.



O secretário Francisco Deodato destaca que é indispensável que as crianças sejam levadas à unidade de saúde portando o seu Cartão de Vacinação. Mediante análise dos registros feitos no cartão é que o vacinador poderá identificar, com precisão, se há vacinas atrasadas. “Os pais que tiverem dúvida se o calendário de vacinação de seu filho está em dia devem aproveitar essa oportunidade para ir à unidade de saúde, conversar com a equipe da sala de vacinação e, se for o caso, complementar a imunização da criança”, orientou o secretário.

A atualização vai abranger vacinas como a BCG, Hepatite B, Pentavalente, Tetravalente, Rotavírus, Pneumocócica 10 Valente, Meningocócica, Febre Amarela, Tríplice Viral, DTP e contra a Paralisia Infantil (na forma de gotinha ou injetável, este último caso para as crianças de 2 meses, que estiverem iniciando o esquema de imunização contra a paralisia infantil). Cumprindo o calendário básico de vacinação, as crianças ficam protegidas contra doenças como sarampo, difteria, tétano, coqueluche, algumas formas de meningite, febre amarela, hepatite do tipo B, entre outras enfermidades.

 

Vitamina A

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) recebeu 162,5 mil megadoses da Vitamina A, para administrar nas crianças. Ao contrário da campanha de Multivacinação, que acontece em todos os municípios do País a partir deste sábado, a campanha da Vitamina A alcançará as crianças moradoras das regiões Norte, Nordeste e dos vales de Jequitinhonha e Mucuri, em Minas Gerais. Após a campanha, a oferta do suplemento vitamínico passará a fazer parte da rotina de atendimento das unidades de saúde, integrando as ações de Puericultura (acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil).

De acordo com a responsável pelo Setor de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, enfermeira Ivone Amazonas, a taxa de hipovitaminose A (deficiência desta vitamina), no Norte do país, está na faixa dos 10,7%, razão pela qual as cidades da região são consideradas prioritárias pelo Ministério da Saúde para adotar a oferta de vitamina A, na rede de Atenção Primária.

A coordenadora da Equipe Técnica de Ação em Alimentação e Nutrição da Semsa, nutricionista Danielle Belota, explica que a aplicação de megadose tem a finalidade de prevenir a ocorrência de deficiência da vitamina A, potencializando o crescimento e desenvolvimento infantil saudável, reduzindo o risco de doenças na infância. “A deficiência de vitamina A é uma doença nutricional grave e é a causa mais frequente de cegueira prevenível entre crianças”, salienta a nutricionista.

Segundo informações prestadas pelo Ministério da Saúde na última semana, as crianças deverão receber duas doses anuais do suplemento vitamínico, uma a cada seis meses. Cada município deverá adotar sua estratégia para a identificação das crianças (com idade de 6 meses a cinco anos), que serão atendidas e rotineiramente acompanhadas nesta ação. As megadoses são apresentadas na forma de cápsulas gelatinosas, oferecidas na concentração de 100 mil UI (unidade internacional) para bebês de 6 a 11 meses e na concentração de 200 mil UI, para criança de 12 a 59 meses.

 

Aleitamento Materno

Outro trabalho importante que será realizado nas Unidades de Saúde, neste sábado, para aproveitar a presença maciça das mães, é a “Pesquisa de Prevalência do Aleitamento Materno até os 2 anos de Idade”. O levantamento visa atualizar as informações deste indicador, importante para o planejamento das ações desenvolvidas pelo Setor de Saúde da Criança e do Adolescente e Setor de Saúde da Mulher, como parte da política de apoio e estímulo ao aleitamento materno.

 




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.