Publicidade
Manaus
ECONOMIA

Setor de produtos de borracha e plástico puxou queda da produção industrial no AM

Após ter a maior alta do País em outubro, indústria baré fechou novembro com 2º pior desempenho. Fabricação de produtos de borracha e plástico está há oito meses em queda e terminou novembro com baixa de 21,3% 11/01/2019 às 17:31 - Atualizado em 11/01/2019 às 17:34
Show plastico 1a1f4780 702a 443a 88d6 70ab572d9baa
Foto: Reprodução/Internet
Vitor Gavirati Manaus (AM)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou, nesta sexta-feira (11), que a produção industrial do Amazonas caiu 3,5% em novembro de 2018 em relação ao mês anterior, a segunda maior queda do País. A baixa ocorreu após o setor amazonense ter sido destaque com a alta de 12,6% em outubro, o melhor desempenho do Brasil no período.

De acordo com o IBGE, em novembro, o resultado da produção industrial no Amazonas só não foi pior que o de Goiás (-6,2%). Entre as 15 localidades avaliadas pelo instituto, Pernambuco teve a maior alta no mês: 1,4%. Na média, o desempenho brasileiro cresceu 0,1% no período.

Além do Amazonas, o Pará foi o outro estado da região Norte que teve a produção industrial avaliada. O setor terminou novembro com queda de 1,3%, mas diferente do Amazonas, o estado está a dois meses registrando quedas – em outubro a baixa foi de 2,5%.

No acumulado de janeiro a novembro de 2018, o Pará tem a melhor marca do País, com alta de 9,9%. Em seguida aparecem o Rio Grande do Sul (6,3%), Pernambuco e Amazonas (ambos com 6,1%).

Queda continua 

Com uma queda de 21,3% no comparativo em relação a outubro, a fabricação de produtos de borracha e de material plástico é a seção da produção industrial que puxa a queda apontada pelo IBGE em novembro. Esse foi o oitavo mês que a área fecha com retração no desempenho.

Outra seção que vem em queda há seis meses é a de fabricação de máquinas e equipamentos. Em novembro a diminuição na produção foi de 21,2%.

A fabricação de produtos de metal, seção de análise em que o IBGE exclui as máquinas e equipamentos, é a que teve melhor atuação na produção industrial baré em novembro, subindo 25,6% em relação a outubro.

Publicidade
Publicidade