Publicidade
Manaus
Manaus

Shopping assina TAC para construir passarela na Ponta Negra

Pelo documento assinado nesta sexta-feira, agora junto ao MP-AM, o empreendimento fica responsável por construir a passagem para pedestres em local indicado pelo Manaustrans 26/07/2013 às 19:51
Show 1
Pedestre atravessa avenida Coronel Teixeira em frente ao shopping; MPE diz que passarela é para atender público e funcionários do estabelecimento comercial
--- ---

Representantes do Shopping Ponta Negra assinaram, na manhã desta sexta-feira, 26 de julho, no Ministério Público do Amazonas (MPE-AM), um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) no qual o centro comercial se compromete a implantar uma passarela para travessia de pedestres na avenida Coronel Teixeira. Segundo a 63a Promotoria de Justiça Especializada na Proteção e Defesa da Ordem Urbanística, a passarela deve ter dois elevadores e cobertura e deve ser erguida no prazo máximo de nove meses, sob pena de multa diária de R$ 5 mil por dia de atraso.  

Até a construção da passagem, o shopping deverá instalar sinalização (semáforo) com acionamento por botoeira sonora, com faixa de pedestres, devidamente programado para evitar congestionamento na via.

A assinatura do termo contou com a presença dos representantes da Prefeitura de Manaus, como do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), Roberto Moita, Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Hissa Abrahão, e Instituto de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Pedro Carvalho, além do procurador geral do Município, Marcos Cavalcanti, e do promotor do MPE, Paulo Stélio.

O TAC é decorrente do fato da empresa JHSF Manaus Empreendimentos e Incorporações Ltda. não ter cumprido, até a presente data, as medidas mitigatórias previstas no projeto técnico de construção do shopping. O termo havia sido assinado entre a Prefeitura e demais secretarias municipais no dia 16 de setembro de 2010 e assinalava que havia necessidade de implantação passarela e gradil no canteiro central da avenida, em frente ao shopping.

Pelo documento assinado nesta sexta-feira, agora junto ao MP-AM, o empreendimento fica responsável por construir a passagem para pedestres em local indicado pelo Manaustrans, dentro dos padrões de conforto e acessibilidade, conforme indicação do Implurb. A passarela deverá ter dois elevadores, um de cada lado da avenida, deve se estender da via pública e se ligar diretamente ao nível do estacionamento frontal do shopping, com cobertura até a entrada principal, a fim de amenizar os efeitos do sol e da chuva.

O equipamento urbano deverá ainda conectar os dois lados da via, com circulações verticais de pedestres que atendam aos critérios de acessibilidade universal, com escadas e elevadores, partindo do ponto de transporte público na direção da subida/descida. Quanto ao gradil, a JHSF deverá implantar o mesmo no canteiro central, no prazo de 90 dias a contar desta sexta-feira, para evitar a travessia de pedestres fora da sinalização.

Depois da passarela concluída, o gradil deverá ser totalmente fechado, assim como retirada a sinalização semafórica e horizontal.

*Com informações da Semcom

Publicidade
Publicidade