Publicidade
Manaus
DEMORA

Shopping T4 começa a funcionar 528 dias após inauguração na Zona Leste

Em julho, Prefeitura afirmou que espaço só funcionaria, a pedido dos camelôs escolhidos para trabalhar no local, quando 50% das lojas âncoras e quiosques estivessem funcionando; lista de lojas não foi divulgada 09/12/2017 às 20:16
Show t4
Foto: Divulgação
Vitor Gavirati Manaus (AM)

O Shopping Phelippe Daou (Shopping T4) vai começar a funcionar 528 dias após a sua inauguração, em evento que começa às 14h deste domingo (10). O empreendimento foi inaugurado no dia 30 de junho de 2016, pelo Prefeito de Manaus e então candidato a reeleição, Artur Virgílio Neto, no último dia em que ele podia fazer inaugurações de obras públicas, por conta da legislação eleitoral.

Localizado na avenida Camapuã, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, a obra do shopping que tem 15 mil metros quadrados custou R$30 milhões aos cofres públicos. 

O espaço foi projetado como um centro de compras popular, abrigando camelôs que deixaram as vias do Centro Histórico da cidade, e ainda oferecer serviços como supermercado, agência bancária, correio e Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC).

Na época da entrega da obra à população, em 2016, a Subsecretaria Municipal do Centro (Subsemc), responsável pela alocação dos camelôs, informou que o Shopping T4 deveria começar a funcionar no período entre 30 e 40 dias após a inauguração. O que não se concretizou.

Em julho deste ano, a Prefeitura afirmou que os camelôs escolhidos para trabalhar no Shopping T4 queriam se instalar no local quando pelo menos 50% das lojas âncoras, mini âncoras e quiosques do espaço estivessem funcionando.

A reportagem pediu para a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), a relação de lojas que vão funcionar no shopping, mas não foi atendida.

Ainda em julho deste ano, segundo o ex-camelô Ronildo Moreira, o movimento de microempreendedores escolhidos para trabalhar no Shopping T4 conseguiu fazer com que o prefeito Artur Neto marcasse a abertura do espaço para o dia 24 de outubro.

“Ele prometeu que dia 24 de outubro estará tudo pronto e funcionando. Isso aconteceu numa reunião que nós solicitamos por ofício. Caso ele não tivesse nos recebido, íamos fazer uma manifestação em frente à prefeitura, já tínhamos reunido a assembleia para tomarmos essa decisão”, afirmou à época.

De acordo com o material de divulgação do evento deste domingo, fornecido pela Semcom, além das lojas, vão funcionar no shopping serviços como o PAC, Sistema Nacional de Empregos  (Sine Manaus) e postos do  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), do Cadastro Único (Cadúnico) e do projeto Manaus Atende.

Publicidade
Publicidade