Publicidade
Manaus
ACABANDO

Postos de Manaus começam a ficar sem combustível, afirma sindicato

Presidente do Sindicombustíveis-AM diz que gasolina nos postos da capital deve acabar nesta sexta-feira (25), caso a greve dos caminhoneiros continue 24/05/2018 às 18:23
Show whatsapp image 2018 05 24 at 17.13.47
Foto: Euzivaldo Queiroz
Vitor Gavirati Manaus (AM)

Com a paralisação dos caminhoneiros no País, postos de Manaus começaram a ficar sem combustível na tarde desta quinta-feira (24). A informação é do presidente do Sindicato Estadual do Comércio Varejista de Combustíveis, Derivados de Petróleo, Álcoois, Lubrificantes, Gás Natural Veicular, Biocombustíveis e das Lojas de Conveniência do Estado do Amazonas (Sindicombustíveis-AM), Luiz Felipe Pinto.

Uma manifestação de caminhoneiros na manhã desta quinta-feira (24) fechou a via de acesso à refinaria Isaac Sabbá, no Distrito Industrial, na Zona Sul. Eles protestam contra os recentes aumentos do diesel do País. Motoristas de aplicativos e taxistas também integraram o movimento relatando prejuízos após constantes reajustes da gasolina.

“A situação está a mesma: o produto acabando. Hoje, já tem muitos postos sem combustíveis e nenhuma manifestação para se resolver essa questão”, afirmou o presidente, destacando que apenas o governo é capaz de fazer com que a paralisação termine.

Mais cedo, Luiz Felipe declarou ao Portal A Crítica que, caso a greve dos caminhoneiros continue, o estoque de combustíveis nos postos da capital só será suficiente para os próximos dois dias.

Consumidores afetados

A administradora de condomínio Carolina Guerreiro é uma das afetadas pela falta de combustíveis em Manaus. Nesta quinta-feira, Carolina foi informada por seu fornecedor de diesel que ele não poderia entregar o combustível para abastecer os geradores do condomínio.

“O fornecedor do condomínio já está sem combustível para nos atender hoje. Para garantir, já que a gente não sabe quantas vezes vai embora a luz, nós resolvemos comprar em um posto e deixar o diesel de reserva. Comprei o suficiente para encher dois geradores”, comentou.

Ônibus podem parar

A falta de combustíveis também já afeta o transporte público em Manaus. Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram), caso a greve dos caminhoneiros continue, a frota dos ônibus poderá operar parcialmente nesta sexta (25) e paralisar totalmente a partir de sábado (26), devido à falta de combustível para abastecer os coletivos.

Ponto facultativo

A Prefeitura de Manaus decretou para esta sexta-feira (25) ponto facultativo por conta da greve dos caminhoneiros. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

Segundo o órgão, apenas serviços essenciais irão funcionar e o esquema de plantão será adotado em alguns locais

Publicidade
Publicidade