Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
FARPAS NA ALEAM

Sinésio Campos acusa delegado Péricles de propagar fake news sobre Lula

O líder do PT no Amazonas, deputado Sinésio Campos afirmou que houve quebra de decoro por parte do deputado delegado Péricles (PSL) ao tentar cancelar, por meio de PL e uso de fake news, o titulo de cidadão amazonense concedido ao ex-presidente Lula



PHOTO-2020-02-18-11-31-07_F7B3617D-995F-4D12-A274-860964DFBFEC.jpg Foto: Divulgação
18/02/2020 às 15:09

O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Sinésio Campos repudiou nesta terça-feira (18), uma publicação do deputado Delegado Péricles (PSL) que pede o cancelamento do Título de Cidadão Amazonense do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No dia 13 de fevereiro, Péricles apresentou um projeto de lei (PL) para revogar a Lei nº 2.945, de 2005, que instituiu a honraria ao ex-presidente.

Da tribuna, Sinésio acusou Péricles de divulgar fake news em sua página no Instagram, o que configura, para o petista, quebra de decoro. “Algo que me causa estranheza e até surpresa o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, que prima pela legalidade, colocar em uma página oficial uma fake news é quebra de decoro. Entendo que a forma como foi colocada é algo criminoso tendo em vista que não tem uma decisão como essa”, disse o petista.



A publicação, realizada na segunda-feira (17), mostra um montagem com as fotos de Lula e de Péricles e sobre a foto do ex-presidente um ‘X’ com a frase: ‘Título de Cidadão Amazonense Cancelado’. Em resposta a Sinésio, Péricles disse que a reação deve-se a falta de leitura e do contexto na rede social. “Não sei se o senhor leu”, disse Péricles.

Na legenda consta o texto: “Protocolei o PL que revoga o título de cidadão amazonense do ex-presidente e ex-presidiário Lula. Esse corrupto não é digno de tal reconhecimento. O projeto ainda será votado na Aleam", consta.

Na tréplica, Sinésio disse que leu o texto da publicação e que o parlamentar cometeu ‘crime cibernético mesmo nas entrelinhas’. E Péricles retrucou dizendo que não é “achismo”. “Ele foi condenado em segunda instância. Com a pena de 17 anos em um processo e 14 anos. Não é achismo. Ele é condenado”, disse o parlamentar do PSL.

Para Sinésio, Péricles tenta “com tolice” e (jogo) muito infantil, ganhar a simpatia do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido).

“O deputado agora está acima de tudo e de todos até porque o seu padrinho político, na verdade, não sei existe uma disputa: quem vai ser o detentor da coroa do Bolsonaro no Amazonas. O presidente tem três príncipes e acho que tem o quarto. Quem será o D'Artagnan da política do Bolsonaro no Amazonas?”, questionou o petista.

Justificativa para revogação

No projeto de lei, Péricles argumenta que a Resolução Legislativa de nº 71, de 10 de dezembro de 1997, estabelece que o título de Cidadão do Amazonas deve ser entregue a pessoas com caráter escorreito (limpo) e conduta ilibada. Para o deputado, com a condenação na Lava Jato, Lula não é mais merecedor da homenagem. “Ocorre que o cidadão em questão, após as investigações da Operação Lava-Jato, foi julgado e condenado à pena privativa de liberdade, em diferentes casos, com processos distintos, e por juízes distintos. Inequívocas, portanto, a sua culpabilidade e a má conduta”, diz trecho do projeto.

O projeto enumera a condenação em segunda instância no caso do triplex em Guarujá (SP), no último dia 24 de janeiro de 2018, quando o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) aumentou a pena para 12 anos e 1 mês de prisão – pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro – com início em regime fechado. 

Cita, ainda, a condenação em segunda instância pelo TRF-4 a 17 anos, um mês e 10 dias de prisão no caso do sítio de Atibaia, onde ele é acusado de receber propinas das construtoras OAS e Odebrecht por meio de reformas, em 2010, num sítio no município do interior paulista. Lula foi condenado ainda em primeira instância.

Opinião

José Ricardo, deputado federal pelo PT, defendeu o titulo de cidadão amazonense recebido pelo ex-presidente Lula. Segundo José Ricardo, Lula, foi um presidente que deu mais atenção para o Estado do Amazonas. “Foi o presidente que mais deu atenção ao Amazonas, que mais veio aqui e que tem um grande carinho ao povo amazonense. Foi o Lula quem implantou o Programa Luz para Todos, que tirou milhares famílias do isolamento da rede abastecimento de água”, declarou José Ricardo.

Além do mérito, José Ricardo aproveitou para pontuar as benfeitorias do ex-presidente Lula. “Foi o Lula quem deu apoio ao financiamento que foi concedido para construção da Ponte sobre o Rio Negro, para as obras do Gás de Urucu, para a manutenção da Zona Franca de Manaus, dos Programas Mais Médicos, Bolsa Família, Prouni e quem ampliou as escolas técnicas, de 3 e hoje temos 16”, declarou.  

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.