Publicidade
Manaus
Manaus

SMTU começa a usar biometria facial para coibir fraudes com os cartões de transporte

Fiscalização começa a partir desta terça-feira (24). Caso uma pessoa que não seja o titular do cartão tente usar o benefício, o sistema emitirá sinais sonoros 23/11/2015 às 14:30
Show 1
Câmera localizada no leitor do ônibus fará biometria facial do usuário
isabelle valois Manaus (AM)

A partir desta terça-feira (24), a Superintendência Municipal de Transporte Urbano (SMTU) inicia a fiscalização do uso diário do cartão Passa Fácil – gratuito e estudantil – no transporte coletivo urbano de Manaus. A fiscalização será feita por biometria facial no momento em que o passageiro passar a carteirinha no leitor do ônibus.

De acordo com o diretor-presidente da SMTU, Pedro Carvalho, a medida é adotada por causa da necessidade de disciplinar e fiscalizar o uso diário do cartão Passa Fácil. Ele contou que há muitos casos em que os pais utilizam a carteira estudantil do filho, homens utilizando a carteira de mulher e vice-versa, como também situação de familiares estarem utilizando a carteirinha de alguém já falecido.

“Estamos a três anos implantando este projeto. A fiscalização é na biometria facial, e estamos tentando conscientizar a população com o uso dessa tecnologia. O projeto terá outras fases que também serão implantado, mas por enquanto precisamos de início começar a regulamentar a gratuidade e meia passagem no transporte coletivo”, explicou.

A fiscalização será efetuada através da avaliação facial e, sendo detectado o uso por outra pessoa que não seja o titular do cartão, o sistema emitirá sinal sonoro e emitirá mais três vezes a sinalização caso a carteira continue sendo utilizada por outra pessoa a não ser o proprietário.

Depois da terceira vez, o sistema bloqueará o Passa Fácil e o responsável terá que comparecer no Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram), e assinará um Termo de Responsabilidade de impedir o uso do cartão por terceiros. Caso ocorra persistência, o Passa Fácil será bloqueado durante 6 meses.

Publicidade
Publicidade