Publicidade
Manaus
SARAMPO

Sobe para 30 o número de casos de sarampo confirmados em Manaus; 395 notificados

No boletim divulgado na última quarta (2) pela FVS, Manaus possuía ainda 22 casos confirmados e 333 notificados 09/05/2018 às 09:39
Show show shtter
Foto: Divulgação
acritica.com

Subiu para 30 o número de casos confirmados de sarampo em Manaus. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (8) no 9º Informe Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo. Segundo os dados, ao todo, são 395 casos notificados da doença na capital. Destes, 30 foram confirmados, 47 descartados e 318 continuam sendo investigados.

No boletim divulgado na última quarta-feira (2) pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), órgão da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Manaus possuía ainda 22 casos confirmados e 333 notificados.

Os dados apontam um acréscimo de 62 novos casos notificados em relação ao que foi divulgado no 8º Informe Epidemiológico, no dia 30 de abril. O novo informe também mostra que 73,34% dos casos confirmados e 62,03% dos casos suspeitos estão concentrados em crianças com até cinco anos de idade.

Em relação à distribuição de casos por zona geográfica de residência do paciente, o Informe Epidemiológico mostra que a zona Norte concentra o maior número de notificações com 43,80% dos casos, seguida das zonas Sul (24,81%), Leste (15,95%), Oeste (14,94%) e Rural (0,51%).

O informe é divulgado toda terça-feira pela Sala de Situação de Vigilância em Saúde, composta por representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado.

“A Sala Municipal de Situação foi instituída com a função de coordenar e monitorar as ações de controle do sarampo, por meio de resposta rápida e integrada”, informa o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Reuniões

Após reunião realizada nesta terça-feira, os representantes das Salas de Situação, municipal e estadual, decidiram alterar o cronograma de encontros. Anteriormente, a sala municipal reunia os representantes semanalmente na terça-feira e a reunião estadual era marcada toda quinta-feira.

“Com o processo de trabalho alinhado de forma eficiente, foi decidido que as reuniões irão acontecer alternadamente, otimizando o planejamento e a execução das ações de monitoramento, controle e prevenção. Uma semana teremos a reunião da sala municipal na terça-feira, e na semana seguinte haverá a reunião da sala estadual na quinta-feira”, esclarece Marcelo, garantindo que a divulgação dos informes epidemiológicos com dados atualizados continuará a ser feita semanalmente, toda terça-feira com os dados do município, e nas quintas-feiras com os dados do Amazonas.

Publicidade
Publicidade