Publicidade
Manaus
MADRUGADA

Soterramento causa morte de idoso e menina nesta madrugada em Manacapuru

Mais duas crianças e dois adultos ficaram feridos. O soterramento aconteceu por volta das 2h na região da Baixada Fluminense 25/02/2017 às 09:37 - Atualizado em 25/02/2017 às 10:11
Show 91ccb20e 2da3 428c 8d80 cc1be65f87f9
Foto: Divulgação
Vinicius Leal Manaus (AM)

Duas pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um soterramento ocorrido na madrugada deste sábado (25) em uma residência localizada na Baixada Fluminense, no município de Manacapuru, na região metropolitana de Manaus. Um idoso de 60 anos e uma menina de 3 anos estavam entre as vítimas fatais, e entre os feridos mais duas crianças e dois adultos.

As informações são do Corpo de Bombeiros. Segundo o soldado Denis Ferreira, o soterramento aconteceu por volta das 2h em uma região conhecida como Baixada Fluminense. Os trabalhos de busca e de resgate se estenderam até por volta das 4h deste sábado. Entretanto, algumas das vítimas já haviam sido resgatadas por populares. A guarnição da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência.

As vítimas fatais são Emile Vitoria da Silva, 3 anos, e um idoso identificado apenas como “Parazinho”, de cerca de 60 anos de idade. Entre as vítimas sobreviventes estão Victor Lucas Silva Braga, de 1 ano e 5 meses, Maria Eduarda da Silva, de 7 anos, Sandra Vieira da Silva, de 18 anos, e Etelvina Vieira da Silva, de 37 anos. Todos eram aparentemente da mesma família.

Segundo o soldado Denis Ferreira, tanto Emile, de 3 anos, quanto Sandra, de 18 anos, foram retiradas dos escombros por populares e levadas ao Hospital Geral de Manacapuru. Já as outras quatro vítimas, o idoso, o menino de 1 ano e 5 meses, a menina de 7 anos e a mulher de 37 anos foram resgatadas por militares do Corpo de Bombeiros.

Até o momento não há informações sobre as circunstâncias e as causas do soterramento. Todas as vítimas sobreviventes resgatadas pelos bombeiros também foram levadas para o Hospital Geral de Manacapuru. O estado de saúde delas ainda não foi confirmado pelas autoridades. O caso deverá ser investigado.

Publicidade
Publicidade