Publicidade
Manaus
Manaus

SSP e Prefeitura fazem mais de 350 abordagens nas ruas do Centro de Manaus em operação

No total, sete estabelecimentos foram interditados. Objetivo foi combater a incidência de crimes e coibir irregularidades em bares e casas noturnas 12/09/2015 às 11:19
Show 1
Conjunto de órgãos participaram da operação “Centro Seguro”
ACRITICA.COM ---

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e a Prefeitura de Manaus realizaram na noite da última sexta-feira (11) a operação “Centro Seguro”, com fiscalização em 18 estabelecimentos nas ruas Lobo D’Almada, José Clemente, 24 de Maio, Sete de Setembro e Saldanha Marinho. No total mais de 350 pessoas foram abordadas e sete estabelecimentos foram interditados.

A operação teve como objetivo combater a incidência de crimes na área central e coibir irregularidades em bares, casas noturnas e outros estabelecimentos. Participaram da operação 220 policiais e servidores de todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública (Polícias Civis, Militar, Corpo de Bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas) e secretarias municipais de Manaus.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, os órgãos do Sistema de Segurança Pública devem estar sempre presentes em ações como essa, em locais de grande público e com diversos estabelecimentos. “A ordem do governador do Amazonas, José Melo, é que a ordem no centro seja estabelecida e que essas operações voltem a acontecer. Vamos dar todo o apoio ao prefeito de Manaus e estaremos integrados com as secretarias municipais no projeto de revitalização do centro”.

A ação foi monitorada pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM) e pela Plataforma de Observação Elevada (POE). O veículo que possui 14 câmeras, foi instalado na rua Lobo D’Almada com a José Clemente.

Segundo balanço divulgado pela SSP-AM, a ação notificou sete bares, uma boate, um restaurante e cinco hotéis. Foram interditados dois bares, uma boate e quatro hotéis. Foi registrado um termo circunstanciado de ocorrência e quatro autuações. Os policiais realizaram quatro bloqueios nas ruas onde foram realizadas a ação e abordaram nove carros, 12 motos e 352 pessoas.

Os principais focos foram coibir a exploração sexual de crianças a adolescentes, exploração de mão de obra infantil, estabelecimentos irregulares na questão sanitária e manipulação de alimentos, tráfico de drogas e poluição ambiental.

No âmbito municipal, a ação contou com a presença das secretarias municipais de Economia e Finanças (Semef), do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef), de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab), além do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Guarda Municipal, Conselho Tutelar, Departamento de Vigilância Sanitária (Visa-Manaus), e a concessionárias Amazonas Energia e Manaus Ambiental.

Glauco Francesco, subsecretário do Centro Histórico de Manaus, ressaltou a parceria do Governo do Estado e da Prefeitura. “Sem essa parceria não conseguiríamos realizar essa operação. Através dessas ações já percebemos que os espaços têm melhorado bastante, e que os estabelecimentos estão se adequando dentro da normalidade. Aqueles que não se adequaram estão sendo fechados, dessa forma eliminamos muitos pontos críticos de segurança no centro”.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade