Publicidade
Manaus
Manaus

SSP vai transformar DEHS em Departamento de Homicídios

Medida vai ampliar os trabalhos da Especializada, que terá com uma das missões atuar no interior do Estado. Como DHPP, a delegacia deverá receber mais recursos tecnológicos e ampliação do efetivo 03/01/2016 às 15:05
Show 1
Atuação vai ser ampliada com departamento
Kelly Melo Manaus - AM

Os altos índices de homicídios no Amazonas ainda incomodam as forças de segurança pública do Estado. Tanto que neste ano, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) planeja realizar mudanças para dar mais eficiência no combate aos crimes e  na elucidação deles, com a criação do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

O secretário da SSP, Sérgio Fontes, confirmou para A CRÍTICA que a meta é transformar a atual Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) no DHPP, para que assim a delegacia possua mais estrutura e recursos para serem aplicados nas investigações.

A medida deve reestruturar a especializada com a aquisição de novos equipamentos, aumento do efetivo e até na disposição de um corpo  de peritos para atuar diretamente nas ações do departamento.

“Para mim, os homicídios são o nosso problema número um. E temos algumas características peculiares como a banalização da vida da humana, onde se mata por qualquer bobagem,  e a questão do narcotráfico, já que 70% desses homicídios são motivados pelo tráfico de drogas. Precisamos investir muito nessa área”, afirmou o secretário.

Com a criação do DHPP, além de investigar os casos de homicídios praticados em Manaus, o departamento também poderá atuar com mais eficiência no interior do Estado, dando suporte às delegacias dos municípios.

“Essa é uma das nossas metas para 2016. Nós já devíamos ter um DHPP, devido a nossa demanda ser alta, inclusive no interior. E com a mudança, o DHPP vai ampliar sua área de atuação, tendo como obrigação principal dar apoio às delegacias. A especializada pode fazer isso, mas como departamento, ela terá mais recursos tecnológicos para auxiliar na elucidação do crimes de homicídios, além de ter um aporte de mais recursos logísticos, que hoje ela não tem”, explicou Fontes.

Índices  altos

Dados da SSP-AM mostram que em 2015 houve uma aumento de 18,4% nos casos de homicídios no comparativo com 2014, só na capital. Até novembro do ano passado, a secretaria registrou 923 casos, enquanto no mesmo período de 2014 foram registrados 779 homicídios. No entanto, esses números sofreram quedas de até 20% nos últimos dois meses de 2015.

“Apesar desses números elevados, nós conseguimos ter uma produtividade muito boa, porque 40% dos casos foram elucidados, como a chacina de julho. Além disso, conseguimos prender mais de 300 pessoas envolvidas em homicídios aqui na capital. A transformação da DEHS em DHPP vai otimizar os nossos recursos e vamos ter mais condições de atuar com precisão e rapidez”, disse o delegado titular da DEHS, Ivo Martins.

Casos esclarecidos

Embora os crimes de homicídios tenham sofrido um aumento de quase 20% ao longo de 2015, Sérgio Fontes destacou que boa parte dos casos foram elucidados. Entre os exemplos citados pelo secretário, está a prisão da quadrilha que assaltou e matou o sargento da Polícia Militar, Afonso Camacho; a chacina ocorrida após a morte do policial e o caso da líder comunitária de Iranduba, Dora Priante.

“Dos 34 mortos na chacina de julho, pelo 30 casos foram totalmente esclarecidos. No caso Dora Priante, prendemos o mandante do crime, mas ainda faltam os pistoleiros que já estão identificados. É uma questão de tempo”, disse.

Publicidade
Publicidade