Publicidade
Manaus
SAÚDE

Susam anuncia que fará nova chamada de aprovados em concurso de 2014 até abril

Ainda faltam ser chamados 774 classificados dentro do número de vagas do edital. Promessa foi feita, nesta terça-feira (12), em reunião da Secretaria com uma comissão de concursados 12/02/2019 às 19:55
Show susam concurso2014 24700f18 a023 4844 8f0e 5b24221b3a7a
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) deverá fazer nova convocação do concurso de 2014, antes do prazo final previsto em Edital, que é o mês de abril. A garantia foi dada pela secretária executiva do órgão, Vanessa Nascimento, em reunião na tarde desta terça-feira (12), com uma comissão de concursados, no auditório da secretaria.

Segundo a secretária, um grupo de trabalho interno está preparando os estudos que vão embasar a nova chamada. Pelos cálculos, ainda faltam ser chamados 774 classificados dentro do número de vagas do edital. A ideia é contratá-los no lugar de funcionários de Regime Especial Temporário (RET). “Vamos aguardar o relatório da nossa equipe para a tomada de decisão”, explicou.

A secretária executiva esclareceu que a substituição dos RETs por concursados implica no orçamento do Estado e precisa ser realizada de forma gradativa, mas dentro do prazo do concurso. “Tirar os temporários implica no orçamento, essas pessoas têm direitos assegurados, indenizações que precisam ser pagas e elas já sabem que serão desligadas, pois há determinação legal para isso”, afirmou.

Vanessa Nascimento reiterou que o compromisso do vice-governador e secretário de saúde, defensor Carlos Almeida, é cumprir o que determina a legislação, portanto não serão perpetuadas as contratações temporárias de forma irregular. “Nós temos esse conhecimento jurídico, nós temos essa noção e nós queremos, sim, corrigir essas falhas”, pontuou.

Membro da Comissão dos Concursados, a administradora Luana Corrêa, aprovada no cargo de técnica em administração superior, destacou que a reunião teve êxito. “Definimos que nós vamos aguardar esse tempo, já que assumiram o compromisso com a gente de nos chamar e vamos esperar que a gestão pública consiga se alinhar e fazer a nossa chamada”, disse.

Publicidade
Publicidade