Domingo, 26 de Maio de 2019
INVESTIGAÇÃO

Suspeito da morte de sargento da PM morre em abordagem policial e outro é preso

O militar Marco Antônio Benjamin da Silva teria ido ao local onde foi morto, uma boca de fumo no bairro Monte das Oliveiras, para tentar recuperar uma aliança e um relógio, segundo a DEHS



suspeitos-morte-sargento_42537A34-7091-4148-8DAE-073B05AD3F66.jpg
Carlos Hillace Libório da Costa, 31, e o homem identificado apenas como. Foto: Reprodução/ TV A Crítica
21/01/2019 às 16:27

Um suspeito de participação na morte do sargento da Polícia Militar Marco Antônio Benjamin da Silva identificado como “Moisés” morreu durante confronto com policiais e outro, Carlos Hillace Libório da Costa, 31, foi preso nesse domingo (20). O corpo do militar foi encontrado com três perfurações de arma de fogo na manhã de ontem, em um igarapé da avenida Sumaúma, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

Em entrevista à TV A Crítica, Carlos afirmou ter sido o responsável por jogar o corpo do sargento no igarapé. Segundo ele, o mandante da ação foi Moisés, um traficante da região. O homem preso também disse que apenas removeu o cadáver do local onde o PM foi executado, atendendo ao pedido de Moisés.

Conforme o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Moisés foi morto após reagir durante abordagem policial que ocorreu após ele ter sido identificado como um dos suspeitos pelo crime.

“O Moisés, ontem, quando a equipe estava a sua procura, resolveu reagir a abordagem, foi atingido e veio a óbito no local. Mas os outros envolvidos estão sendo investigados. O Moisés teria pedido para tirar o corpo para não dar problema para a ‘boca’, onde eles trabalham com o tráfico de drogas. Isso motivou ele (o homem preso) a pegar o corpo, arrastar por alguns metros e jogar no local onde o sargento foi encontrado”, contou o delegado.

Ainda de acordo com Martins, o sargento Marco Antônio foi até a boca de fumo para tentar reaver objetos pessoais dele. “Ele foi até o local, foi por conta própria, estava em uma motocicleta. Ele teria ido ao local recuperar dois objetos, uma aliança e um relógio. Não sabemos as circunstâncias que esses objetos chegaram ao local, mas o fato é que ele teria ido para tentar recuperar os objetos. Posteriormente, aconteceu o que aconteceu. Ele foi rendido no local e acabou sendo morto”, afirmou o delegado, que não descarta a possibilidade de o sargento ser usuário de drogas.

“Ainda é muito cedo para falar se ele era usuário de drogas, mas parece que ele fez um tratamento, sim, com relação à dependência química. Precisamos ter mais informações para poder afirmar, de fato, que teria sido isso que levou esses objetos a estar no local”, disse.

O delegado afirmou também que a participação de mais uma pessoa no crime ainda está sendo investigada. De acordo com ele, a Polícia Civil chegou aos suspeitos após as oitivas realizadas nesse domingo.

*Com informações do repórter Fred Rocha, da TV A Crítica.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.