Publicidade
Manaus
INVESTIGAÇÃO

Suspeito de autorizar execução do soldado Portilho chega a Manaus nesta sexta (17)

Rodolfo Barroso Martins, o “Gigante”, 25, foi preso no dia 9 de novembro em Anápolis, interior de Goiás 16/11/2017 às 20:43 - Atualizado em 16/11/2017 às 23:22
Show gigante 123
Rodolfo Barroso Martins, o “Gigante”, 25. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O suspeito de ser o mandante do assassinato do soldado da Polícia Militar Paulo Sérgio Portilho, 34, deve chegar a Manaus na madrugada desta sexta-feira (17) e ser apresentado às 10h30 na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus.

Rodolfo Barroso Martins, o “Gigante”, 25, é apontado como quem ordenou a morte do policial militar, que foi morto com ao menos 16 facadas e ainda teve o corpo enterrado na invasão Buritizal, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte.

O delegado titular da DEHS, Juan Valério, foi pessoalmente a Anápolis, no interior de Goiás, onde o criminoso foi preso após uma ação conjunta entre policiais de Goiânia e Manaus. De acordo com o delegado, nesta sexta-feira um organograma deve ser apresentado para a imprensa, no qual todos os envolvidos no assassinato do soldado devem ser mostrados. “Gigante” é apontado nas investigações como o homem que deu o aval para a execução do soldado Portilho.

Segundo o delegado, após ser capturado no Buritizal após ver um terreno, um soldado de “Gigante” ligou e perguntou o que deveria ser feito com o policial e, sem cerimônia, foi dada a ordem de execução. Durante as investigações, ao menos três dos envolvidos diretamente na morte do PM foram presos. O suspeito deve chegar durante a madrugada no aeroporto Internacional Eduardo Gomes e ser levado diretamente para a sede da especializada.

Publicidade
Publicidade