Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Suspeito de liderar trio em assalto a granja é preso na Zona Centro-Sul de Manaus

Conforme as investigações do 31º DIP, após o assalto, o homem ainda fugiu para o Distrito de Cacau Pirêra, pertencente a Iranduba, onde cometeu um homicídio



1.jpg As vítimas informaram que o homem foi funcionário da granja e resolveu praticar o assalto após ser demitido
06/11/2014 às 21:05

Dízimo Martins da Silva, 21, suspeito de ser o líder do trio envolvido no assalto a uma granja localizada na rodovia AM-070, que liga Manaus a Manacapuru, foi preso na tarde desta quinta-feira (6).

Ele foi detido por volta das 13h, em um canteiro de obras, localizado na Avenida Djalma Batista, na Zona Centro-Sul de Manaus, por policiais da 31ª Distrito Integrado de Polícia (DIP), vez que um mandado de prisão preventiva já tinha sido emitido em seu nome.

De acordo com o Titular do 31º DIP, Delegado Paulo Mavignier, o homem era investigado há mais de dois meses e a prisão dele reforçou as ações do trabalho investigativo da Polícia Civil. “Ele tentou fugir mas não conseguiu, e por meio das investigações já estávamos a procura dele há algum tempo, e só precisávamos ter certeza da sua localização para cumprir o mandado. Isto é um alerta aos bandidos que queiram cometer crimes no município, por que acabarão sendo presos”, destacou o Delegado.

Os outros dois menores envolvidos no assalto foram identificados e todas as medidas legais cabíveis adotadas. Dízimo foi autuado pelos crimes de roubo e homicídio qualificado, e permanecerá detido na carceragem da Delegacia à disposição da Justiça.

O crime

Segundo a polícia, o assalto ocorreu no fim da tarde do dia 23 de junho, na Granja da Família Noji, que fica no ramal Caldeirão, km 16, da AM-070. Câmeras de segurança flagraram o momento em que Dízimo Martins e mais dois menores já identificados, invadiram a granja, rendendo a família com um facão.

Por cerca de uma hora, os seis membros da família, entre crianças e idosos foram mantidos amarrados em um dos quartos da casa. Do local, os bandidos levaram cerca de R$ 6 mil reais, além de joias, aparelhos celulares e o carro da família. O veículo foi recuperado pela polícia.

As vítimas informaram para a Polícia Civil que o homem foi funcionário da granja, que por dois anos prestou serviços para a família, e conhecia a rotina do lugar. Ele resolveu praticar o assalto após ser demitido.

Conforme as investigações da Delegacia de Polícia, após o assalto o homem fugiu para o Distrito de Cacau Pirêra, pertencente a Iranduba, lá cometeu um homicídio. Ele teria assassinado com três tiros na cabeça, no dia 14 de agosto, Elielton Vidal Barreto, 24, conhecido por “Soldado”. A arma utilizada no crime foi um revólver calibre 38 e o motivo seria que o mesmo estava sendo ameaçado pela vítima por causa de dívidas com o tráfico de drogas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.