Sábado, 06 de Junho de 2020
PROCURADO

Suspeito de matar namorada Miss já trabalhou em gabinete de desembargador

O advogado Rafael Fernandez Rodrigues trabalhou até janeiro no gabinete do desembargador José Dantas de Góes, no Tribunal Regional do Trabalho 11ª Região. Kimberly Mota, de 22 anos, foi encontrada morta a facadas dentro do seu apartamento



b3e85610-a45e-4ef9-b92f-b2001ad2eb1f_017B8619-D214-4403-9889-6B87CDED135A.jpg Foto: Reprodução/Internet
12/05/2020 às 12:15

A Polícia Civil do Amazonas investiga Rafael Fernandez Rodrigues, 31, principal suspeito do assassinato da estudante e finalista do concurso de 2019 Miss Amazonas, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, encontrada morta no apartamento de Rafael na noite de ontem (11). Segundo a delegada Zandra Ribeiro, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o próximo passo das investigações é traçar o perfil do foragido.

Apuração de A Crítica conseguiu identificar que Rafael é advogado por São Paulo e, até janeiro de 2020, trabalhava no gabinete do desembargador José Dantas de Góes, no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT11), em Manaus. No entanto, em consulta ao site da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a inscrição de Rafael, de número 310496, está com status de ‘cancelada’.



Conforme informado anteriormente, Rafael havia pedido transferência por meio permuta do TRT11 para o TRT2, em São Paulo, já em fevereiro desse ano, quando foi removido do cargo de Analista Judiciário Classe C. O documento de remoção foi assinado pelo desembargador Lairto José Veloso, presidente do órgão.

Por meio de nota assinada pelo presidente Lairto Veloso, o TRT11 informou que está acompanhando atentamente os fatos atribuídos ao servidor.

A delegada Zandra Ribeiro informou, ainda, que o relacionamento de Rafael e Kimberly era recente, com aproximadamente dois meses de duração. Segundo Zandra, a suspeita é de que o crime tenha sido motivado pelo término relacionamento. Pelo fato de ter sido morta a facadas, acredita-se que tenha havido uma briga entre o casal, no momento do crime.

Natural da cidade de São Bernardo do Campo (SP), Rafael não tinha passagem pela polícia em Manaus. A delegada afirmou que as investigações em torno dele estão sendo feitas para apurar se o homem possuía passagem pela polícia em São Paulo. Após traçar o perfil do suspeito, a PC poderá entender a dinâmica e a motivação do crime.


Rafael é o principal suspeito do crime que teve como vítima a sua namorada, Kimberly Mota. Foto: Reprodução

Conforme a Polícia Civil, após o crime, Rafael não embarcou em voo comercial para São Paulo. A informação tem base em levantamento feito junto à Delegacia do Turista. Equipes da DEHS estão realizando diligências em torno do caso com intuito de localizar o homem e esclarecer o caso.

Encontrada morta

Kimberly foi finalista do Miss Amazonas 2019, representando o município de Manicoré. O corpo da vítima foi encontrado em um apartamento pertencente a Rafael, situado na avenida Joaquim Nabuco, bairro Centro, Zona Sul de Manaus, na madrugada desta terça-feira (12). A faca utilizada no crime foi encontrada na varanda do local. O Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) identificou três facadas no corpo da jovem.

Segundo investigações preliminares da PC, Rafael havia ido buscar Kimberly na casa da amiga dela, onde a estudante morava.

A amiga de Kimberly, principal testemunha, informou à polícia que viu o carro de Rafael, um veículo branco da marca Audi.

Posteriormente, a amiga da vítima ligou ao tio de Kimberly e comunicou que ela havia falecido dentro do apartamento de Rafael. O familiar acionou a Polícia Militar, que foi à localidade e constatou o fato.

*Colaborou o jornalista Robson Adriano


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.