Domingo, 19 de Maio de 2019
CARRO FORTE

Suspeito de assalto é morto ao trocar tiros com a polícia na Bola do Produtor

Ele e mais dois homens teriam assaltado a loja Bemol da avenida Camapuã e tiveram a fuga frustrada por um carro-forte que chegava no momento da ação criminosa



8ae177ad-cba6-41d4-a53c-46d012466813_C37DD09B-8C00-4375-B744-E92A534913FC.jpg
Foto: Jander Robson
17/01/2019 às 10:58

Um homem suspeito de assalto identificado como Maik Roselino Lins de Jesus, de 21 anos, foi morto na manhã desta quinta-feira (17), em Manaus, ao trocar tiros com a Polícia Militar na avenida Autaz Mirim, região da Bola do Produtor, na Zona Leste da capital. Ele e mais dois homens, ainda não identificados, teriam assaltado a loja Bemol da avenida Camapuã e tiveram a fuga frustrada por um carro-forte que chegava no momento da ação criminosa.

Segundo a Polícia Militar, Maik estaria em uma motocicleta Titan 125 de cor vermelha, com restrição de roubo, dando apoio aos dois comparsas que estavam em um Volkswagen Gol de cor prata. Ao saírem do estabelecimento com produtos eletrônicos dentro de sacos, por volta de 9h50, se depararam com o veículo de uma empresa de transporte de valores no estacionamento da loja.

Um jovem de 19 anos, que não quis revelar o nome à reportagem do Portal A Crítica, disse que passava a pé pela rotatória Bola do Produtor no momento do tiroteio. Ele disse que uma viatura da Polícia Militar estava nas proximidades quando Maik atravessou correndo a via com a arma em punho e uma sacola com objetos roubados. “Só ouvi o pessoal gritando que era assalto e ele passando por mim com a arma na mão. Ele atirou numa viatura que estava parada do outro lado da rua quando os policiais também revidaram”, contou o rapaz.

Os outros dois suspeitos conseguiram fugir e abandonaram o veículo no bairro Mutirão, também na Zona Leste. De acordo com o comandante Cledemir Silva, do Comando de Policiamento de Área (CPE) Leste, Maik, que tinha passagens pela polícia por adulteração de veículos e roubo, era conhecido por ser agressivo. “Tinha dois ou três com ele, mas estamos fazendo as buscas. Ele era conhecido por ser violento, costumava agredir com chutes e murros as vítimas dos assaltos”, disse.

A sacola e a arma usada por Maik foram recuperadas. Policiais da 14ª e 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) atenderam a ocorrência. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Durante a ocorrência, um homem não identificado foi agredido por um policial militar identificado como Chagas. Na hora da agressão, ele tentava confirmar se o homem morto era irmão dele, entretanto tratava-se de Maik. Quando o homem já estava a alguns metros do isolamento, o PM Chagas deu um tapa no rosto do rapaz e acionou o spray de pimenta contra ele e pessoas que estavam ao redor, inclusive na reportagem de A Crítica.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.