Domingo, 21 de Julho de 2019
Manaus

Suspeitos de homicídio de goleiro, ocorrido em dezembro de 2013, são presos na Zona Oeste

Crime teria sido motivado por resultado de jogo: um dos suspeitos teria supostamente dado R$ 3 mil à vítima para ele deixar passar gols nos penâltis decisivos, o que ele não cumpriu



1.jpg Goleiro Paulo Christian Bezerra da Silva, 36, foi assassinado com quatro tiros quando comemorava a vitória do time Amigos do Tonho
26/03/2014 às 11:44

Na manhã desta quarta-feira (26), foi decretada a prisão preventiva de Vanderlan Arsênio de Melo, o “Val”, e Gelson de Costa Miguel, suspeitos do homicídio do goleiro Paulo Cristian Bezerra da Silva no dia 14 de dezembro de 2013, no bairro Vila da Prata, Zona Oeste de Manaus.

O crime teria sido consequência do resultado de uma semifinal do Peladão 2013, entre os times Amigos do Tonho e 13 de Maio, que acabou empatado em 1 a 1 e foi decidido nos pênaltis.

Valderlan, dono do time 13 de Maio, teria oferecido a Paulo três mil reais para que ele não apanhasse a bola e seu time perdesse o jogo, porém o goleiro evitou os gols adversários e isso teria sido o motivo que levou Valderlan a matá-lo.

O suspeito contou com a ajuda de Gelson, que supostamente teria sido o autor dos disparos que levaram a vítima à óbito. Gelson ainda teria comemorado o crime pagando uma rodada de cerveja aos amigos, segundo a polícia.

*com informações da repórter Joana Queiroz

Leia mais na edição impressa do Jornal A CRÍTICA desta quinta (27)

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.