Publicidade
Manaus
Manaus

Suspeitos por assaltos e mortes de taxistas são presos em Manaus

Quatro foram detidos e confessaram participação em pelo menos dois homicídios e uma tentativa neste ano 19/11/2013 às 11:27
Show 1
Em depoimento os suspeitos confirmaram a participação na morte de Glauber Soares Nascimento e José Santana Malcher
Bruna Souza* Manaus, AM

Após registro de vários roubos e pelo menos sete mortes de taxistas em Manaus, policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) prenderam os principais suspeitos de terem cometido os crimes contra a categoria e os apresentaram à imprensa na manhã desta terça-feira (19). Quatro foram detidos e confessaram participação em pelo menos dois homicídios e uma tentativa neste ano. Um deles continua foragido.

Júnior Mota de Souza, 20, conhecido como “Johnny” foi preso quando tomava banho na  Praia da Ponta Negra com a namorada de 15 anos, que também atuava na quadrilha, e se preparavam para mais um assalto. Fernando Henrique da Costa Nogueira, 25, e outro adolescente de 16 anos foram encontrados no bairro Campos Sales, na Zona Oeste de Manaus. Um quinto elemento da quadrilha, identificado como Franklin Abreu Oliveira é procurado pela polícia.

De acordo com o delegado Orlando Amaral, as investigações iniciaram desde o dia 20 de outubro e após verificação de imagens do circuito interno de comércios, casas e do Centro Integrado de Operação de Segurança (CIOPS), os policiais conseguiram identificar primeiramente a adolescente, que era usada como isca para atrair as vítimas até o bairro Campos Salles, onde aconteceram os crimes, e também os outros envolvidos.

Em depoimento os suspeitos confirmaram a participação na morte de  Clauber Soares Nascimento, 35, José Santana Malcher e no roubo ao taxista Márcio Rodrigues Ferreira, 40. E segundo eles, a escolha dos taxistas se dava de forma aleatória e a categoria era constantemente assaltada por serem ‘presas fáceis’ e sempre estavam com dinheiro no carro.

Colegas de profissão dos taxistas mortos e que também foram vítimas da quadrilha se aglomeraram na frente da delegacia e comemoraram a prisão dos suspeitos. “Johnny” e Fernando serão encaminhados ainda nesta tarde para à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa e os adolescentes à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI).

*Colaborou a repórter Joana Queiroz

Publicidade
Publicidade