Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Oficial

Suspensão da licitação de anexo da CMM no valor de R$ 32 milhões é publicada no Diário Oficial

Ação judicial ocorreu por causa do movimento dos vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC)



show_show_CMM-PLENARIO_ROBERVALDO-ROCHA-1300x737_B7F22241-1E9C-4053-98DF-1BA429366443.jpg Foto: Divulgação
22/09/2021 às 15:47

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) publicou terça-feira (22), no Diário Oficial, a suspensão da licitação do prédio anexo de R$ 32 milhões. A licitação foi alvo de uma decisão judicial que derrubou a continuidade do certame para a execução da obra.

A ação judicial ocorreu por causa do movimento dos vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC), que entraram na Justiça contra a construção do anexo da CMM.

A suspensão da licitação cumpre decisão do juiz plantonista Marcelo Manuel da Costa Vieira do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que barrou na última sexta-feira (17) a licitação para a construção do prédio anexo.

Um dos argumentos usados por David Reis, além de falar que há um grande fluxo da população no local, é de que a obra seria um “instrumento de trabalho” dos vereadores que, segundo ele, atualmente têm gabinetes minúsculos. Na CMM atuam 41 vereadores e o anexo teria a previsão de 51 gabinetes.

Desde o início da semana, David Reis não compareceu ao plenário da CMM. Amom chegou a cobrar do presidente da Casa uma explicação a respeito da licitação nesta segunda-feira (20).




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.