Publicidade
Manaus
Manaus

Taxista envolvido na morte de médico na av. Constantino Nery responderá em liberdade

Carlos Alberto pagou fiança e vai responder por homicídio culposo porque não tinha intenção de matar. Polícia ainda investiga as causas do acidente 05/03/2015 às 11:09
Show 1
O médico estava no meio-fio e tentava atravessar a via do sentido Centro/bairro
LÍVIA ANSELMO Manaus (AM)

O taxista Carlos Alberto da Silva, 43, deixou a delegacia ontem após pagar fiança de R$ 4 mil. Carlos dirigia o veículo Fiat Idea, de placa OAA 6768, quando atropelou e matou o médico urologista João Leandro de Oliveira, 69, na tarde da última terça-feira. Ele vai responder em liberdade pelo crime de homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Segundo da delegada Sylvia Laureana, do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as causas do acidente ainda não foram esclarecidas. Em depoimento, Carlos disse que lembra de um veículo Volkswagen modelo Amarok passando no local pouco antes do acidente, mas não soube dizer se houve contato físico com a vítima.

Para esclarecer, a delegada solicitou as imagens do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e das áreas comerciais do local. O caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Acidente de Trânsito (DEAT).

João foi atropelado na avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul de Manaus, quando tentava atravessar a pista. Após o acidente, testemunhas disseram ter visto a Amarok passando no local e atingindo o médico, que teria caído em frente ao táxi, na ‘faixa azul’ do BRS.

A recepcionista Isabel Cristina Perrone, 48, funcionária da Unimed, contou que o médico também trabalhava para a empresa e saía do trabalho quando foi atropelado.

Baiano

João era baiano e morava em Manaus há mais de 30 anos, onde sempre exerceu a medicina. No Hospital Geral Adriano Jorge, ele atuava no setor ambulatorial e também como cirurgião. De acordo com a assessoria da unidade, ele fazia parte do quadro de médicos efetivos desde 2000. O médico também atendia em um consultório particular no Cidade Nova e em outras empresas de convênio.

Publicidade
Publicidade