Publicidade
Manaus
SEGURANÇA

Taxistas vão testar 'botão do pânico' para tentar reduzir ocorrências de assaltos

Projeto piloto do Governo do Estado vai implantar dispositivo em dez carros que, quando acionado, permitirá acompanhamento via GPS e facilitará abordagens policiais 20/02/2017 às 14:06 - Atualizado em 20/02/2017 às 14:11
Show taxis
Representantes da categoria se reuniram hoje com o Governo para discutir a ideia (Foto: Evandro Seixas / Arquivo AC)
acritica.com* Manaus (AM)

Em reunião com representantes dos taxistas, na manhã desta segunda-feira, 20 de fevereiro, o governador do Amazonas, José Melo, anunciou o apoio do Governo do Estado para aumentar a segurança dos trabalhadores da classe. No encontro, foi tratada a implementação de um dispositivo contra assaltos, uma espécie de 'botão do pânico' poderá ser acionada durante corridas.

A iniciativa visa criar um canal direto com a polícia em casos de perigo e emergência, além de coibir trotes. A reunião aconteceu na sede do governo, na Compensa, zona oeste de Manaus e também teve a presença do secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Fontes e do diretor da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), Alex Del Giglio.

“Vamos iniciar um projeto piloto com dez táxis, que serão escolhidos pelas próprias cooperativas. Vamos acompanhar o desempenho dos equipamentos durante um tempo e verificar a eficácia dessa estratégia. Caso ela seja aprovada, posteriormente podemos abrir uma linha de crédito dentro da Afeam, para que os taxistas possam adquirir o equipamento”, explicou o governador.

De acordo com o secretário de Segurança Pública (SSP-AM) Sérgio Fontes, cada veículo terá um botão que poderá ser acionado em situações de emergência. Ao apertar o botão, será permitido o acompanhamento do veículo por GPS. Com isso, o carro de polícia mais próximo do táxi. que estiver em situação de perigo, poderá fazer a abordagem ao veículo.

“Este é um projeto que já vem sendo realizado com as empresas do Distrito Industrial e que está dando muito certo. Vamos trabalhar com nosso sistema integrado para realizar os testes também com os taxistas, para ampliar a sensação de segurança, principalmente nas áreas mais perigosas da cidade”, afirmou Fontes.

Classe – O presidente do Sindicato dos Condutores e Taxistas de Manaus (Sintax), Luiz Aguiar, elogiou a iniciativa do governador e disse que o apoio à categoria é essencial. “Apresentamos nossas necessidades e o governador José Melo se prontificou a ajudar. A segurança dos taxistas é essencial para nós, pois não há um dia em que um trabalhador não seja assaltado”, disse. Hoje, mais de quatro mil taxistas atuam na capital. 

Publicidade
Publicidade