Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
ANÁLISE

TCE deve dar parecer sobre suspensão de concurso de defensor até próxima semana

O processo referente ao concurso está sendo analisado pelo conselheiro relator, Érico Desterro. A informação é da presidência do TCE-AM



tce-am.JPG A presidente visitou a Rede Calderaro de Comunicação na manhã de hoje (Foto: Arquivo AC)
12/03/2018 às 14:09

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) continua analisando o pedido de suspensão do concurso público para o cargo de defensor público do Amazonas, realizado no dia 4 de março, em Manaus. A presidência do tribunal encaminhou o processo para o conselheiro relator, Érico Desterro, que deve dar um parecer sobre o caso até a próxima semana.

Durante visita a Rede Calderaro de Comunicação (RCC) na manhã desta segunda-feira (12), a presidente do pleno, Yara Lins, afirmou que o órgão tomará todas as providências em relação aos problemas registrados durante o concurso.

 "Temos um processo que pede a suspensão do concurso. A presidência encaminhou para o conselheiro relator, Érico Desterro, que está analisando. Até a próxima semana, ele dará uma resposta a toda população sobre o caso", comentou.

Eleita presidente do TCE-AM, por unanimidade, em sessão extraordinária no ano passado, a conselheira presidirá o órgão no biênio 2018-2019. Ela afirma que as prioridades do tribunal para este ano é o julgamento de processos concomitantes.

"Queremos acabar com os processos antigos, para que o Tribunal fique analisando os processos concomitantes. O nosso desejo é avançar na tecnologia e no setor de informação para que fique de primeira geração. Precisamos fazer com que o prestador de contas tenha facilidade para prestar tudo de forma digital e sem se preocupar com o tempo", destacou a presidente.

Segundo o TCE-AM, 354 gestores (governador, prefeito, secretários de estado e municipais, presidentes de autarquias, entre outros) devem prestar contas até 31 de março ao Tribunal do dinheiro público utilizado em suas administrações durante todo ano de 2017. Esta prestação será recebida pela internet, por meio do Portal E-Contas. "Estamos fazendo essa visita para aletar a população sobre o prazo da prestação de contas. É até 31 de março. Outra meta do Tribunal é conscientizar a população sobre a área ambiental, para que tenhamos uma Manaus limpa, sem lixo", explicou Yara.

Representação feminina

Lembrando do Dia da Mulher, comemorado na última quinta-feira (8), a presidente destaca a responsabilidade de ser a primeira mulher a comandar o Tribunal de Contas do Estado. "O sentimento é de ainda mais responsabilidade, porque agora ocupo um cargo de chefe. Queremos fazer tudo com responsabilidade para que o trabalho saia bem feito e com transparência, para que a sociedade veja e fique satisfeita com o nosso trabalho", completou a presidente.  

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.