Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
MOBILIDADE

TCE faz parceria com Prefeitura para construção de passarela na Efigênio Salles

Obra está orçada em R$ 1 milhão, sendo que R$ 600 mil serão pagos pelo TCE, que também será o responsável pelo projeto de engenharia da obra



IMG0017394091.JPG Travessia em frente ao TCE prejudica o trânsito no local (Foto: Clóvis Miranda)
14/06/2017 às 15:17

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), em parceria com a Prefeitura de Manaus, vai construir uma passarela para pedestres nos próximos três meses em frente à sede da Corte de Contas, na avenida Efigênio Salles. A decisão foi tomada no final da manhã desta quarta-feira (14), durante uma visita de cortesia do prefeito de Manaus, Arthur Neto, ao presidente do TCE, conselheiro Ari Moutinho Júnior.

Fruto de um convênio, que será celebrado nos próximos dias entre o TCE e a prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), a obra — orçada inicialmente em R$ 1 milhão — terá projeto elaborado pelo setor de engenharia e arquitetura da Corte de Contas e parte dos recursos (R$ 600 mil) repassados pelo conselheiro-presidente Ari Moutinho Júnior à administração municipal.



Todo o processo burocrático da obra (licitação) e a construção, segundo informou o secretário-geral do TCE, Fernando Elias, ficará sob a responsabilidade do Implurb. Na próxima terça-feira (20), o diretor-presidente do Implurb, Cláudio Guenka, virá ao Tribunal, para uma reunião com o setor técnico, para ajustes do projeto arquitetônico.  Hoje, em frente ao TCE, uma faixa de pedestre é usada, minuto a minuto, para a travessia de estudantes e moradores das redondezas, o que gera um engarrafamento ao longo da via nos dois sentidos.

Para o conselheiro Ari Moutinho Júnior, a construção da passarela dará um novo fôlego ao trânsito da cidade, uma vez que desafogará uma de suas principais vias. “O TCE entrará com parte dos recursos e com o projeto da passarela e o Implurb com a outra parte dos recursos e mais a manutenção. Entendo que quem vai ganhar é a cidade de Manaus, principalmente os moradores que usam a Efigênio Sales diuturnamente”, afirmou.

Na avaliação do prefeito Arthur Neto, a passarela aliviará o trânsito, facilitará a vida da população do entorno do tribunal, dando segurança aos moradores e estudantes. “Estamos vendo algumas medidas de trânsito que foram sugeridas aqui no TCE e estamos, portanto, caminhando em direção a um entendimento cada vez maior, mais profícuo e sério entre uma cidade que tem inúmeros problemas e um Tribunal, que pode nos ajudar com soluções absolutamente dentro da lei, que é exatamente o caminho pelo qual pode trilhar a prefeitura”, afirmou, ao revelar que veio à Corte de Contas que passar em revista cada pasta da prefeitura, “para nós anteciparmos as soluções nessa parceria que é construtiva para que se faça uma boa gestão pública”.

Além do prefeito e do conselheiro Ari Moutinho Júnior, participaram da reunião os conselheiros Yara Lins dos Santos e Josué Filho, o procurador-geral de Contas, Carlos Alberto de Almeida, o procurador-geral do município, Marcos Cavalcanti, e o secretário-geral de Administração do TCE, Fernando Elias.

*Com informações de assessoria


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.