Publicidade
Manaus
HOSPITAL 28 DE AGOSTO

Técnicos de enfermagem com salários atrasados há três meses fecham avenida

No total, cerca de 120 técnicos em enfermagem prestam serviço no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto 24/05/2017 às 09:37 - Atualizado em 24/05/2017 às 11:05
Show  ndice
(Fotos: Winnetou Almeida)
Alik Menezes Manaus (AM)

Há quase três meses com salários atrasados, técnicos de enfermagem que prestam serviços no Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto,  fizeram mais uma manifestação na manhã desta quarta-feira (24) na avenida Mario Ypiranga, no bairro Adrianópolis. Em protesto, eles fecharam a via várias vezes causando um longo engarrafamento.

Segundo o técnico em enfermagem Carlos Carvalho, há quase duas semanas o governador David Almeida havia dito que os pagamentos seriam realizados após o último protestos, mas apenas um mês de atraso foi pago. "Já estava com três meses de atraso, pagaram um, mas é essa semana já vai completar mais um mês, já estamos há quase três meses com salários atrasados. Isso é um absurdo", disse.

No total, cerca de 120 técnicos em enfermagem prestam serviço no Hospital. "Somos funcionários da Nurser. Eles dizem que o governo não repassou a verba, então quem está mentindo nessa história", questionou o profissional da saúde.

Carlos afirmou que os técnicos estavam representando também os maqueiros e serviços gerais que também estão com os salários atrasados. "O pessoal da lavanderia parou de trabalhar, como vai ser se todos os funcionários pararem? Nós não estamos cobrando nada que não seja nosso por direito", disse.

Serviços gerais do Icam não foram trabalhar

Serviços gerais do Instituto de Saúde da Criança do Amazonas  (Icam) estão com os salários atrasados e não foram trabalhar causando transtornos às mães de crianças que passariam por procedimentos cirúrgicos no instituto. "Fiquei decepcionada quando cheguei aqui e falaram que a cirurgia do meu filho foi cancelada porque o pessoal não veio trabalhar", disse a dona de casa Liviane Vasconcelos, 27.

O filho dela, de 7 anos, estava com cirurgia marcada há quase um mês. "Ele ta com uma hérnia. Agora não sei como vai ficar porque tem outras pessoas que também estavam na espera, vai atrasar tudo", desabafou.

Funcionários do Instituto, que pediram para não ser identificados, informaram que o salário dos serviços gerais está atrasado há três meses.

Susam liberou pagamentos

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informou que no dia 8 deste mês liberou pagamentos para a empresa Nurses, que presta serviço no Pronto-socorro 28 de Agosto, na área de enfermagem.  A secretaria ressalta que a empresa Nurses recebeu entre os meses de janeiro e abril desse ano o valor de R$ 2.056.250 (dois milhões cinqüenta e seis mil duzentos e cinqüenta reais), referente aos serviços prestados no referido Pronto-socorro.

 A Susam tem orientado aos responsáveis pelas empresas prestadoras de serviços que priorizem o pagamento dos servidores contratados por elas.  A direção do Pronto-socorro 28 de Agosto informou ainda, que a paralisação dos profissionais, pelo período de 1h, não prejudicou o funcionamento da unidade.

Com relação ao Instituto da Criança do Amazonas (Icam), a Susam informa que a empresa Elemento que presta os serviços de conservação e limpeza na unidade, recebeu na última sexta-feira (20) o pagamento referente aos serviços prestados no mês de março de 2017 e que o pagamento referente ao mês de abril deverá ser realizado na próxima semana.

 A Susam informa ainda que as cirurgias agendadas para esta quarta-feira (24) no Icam estão ocorrendo normalmente e que apenas uma cirurgia foi cancelada, por critérios médicos. Essa cirurgia será reagendada para a próxima semana.

.

Publicidade
Publicidade