Publicidade
Manaus
CONFLITOS

Terapeuta ministra em Manaus workshop sobre método de resolução de traumas

A Constelação Sistêmica Familiar, uma abordagem da psicoterapia criada pelo alemão Bert Hellinger, pode trazer uma solução para uma vida melhor e mais leve 23/09/2018 às 14:37
Show 154 b8f5eab0 43a7 40ff abab f5a60aa6be1b
Foto: Divulgação
acritica.com

Imagine ter um problema antigo com um membro da família, com um colega de trabalho ou com um vizinho. Também pode ser um comportamento recorrente ou uma doença que se repete ao longo dos anos e até problemas com dinheiro. Imagine um problema de qualquer outra natureza que represente uma parede que você não sabe como transpor. Muitas vezes, diversas abordagens já foram utilizadas, porém a questão persiste. Em casos como estes, e em muitos outros, a Constelação Sistêmica Familiar – uma abordagem da psicoterapia criada pelo alemão Bert Hellinger – pode trazer uma solução para a conquista de uma vida melhor e mais leve.

Para a terapeuta Efu Nyaki, formada em Constelações Familiares Sistêmicas e Experiência Somática (resolução de traumas), que estará pela primeira vez em Manaus nos dias 29 e 30 de setembro para ministrar um workshop, isso ocorre porque a abordagem terapêutica traz um novo olhar para os diversos conflitos do ser humano tendo como base os sistemas aos quais ele pertence, sobretudo o familiar.

“Trata-se de uma abordagem terapêutica e fenomenológica que olha para os problemas numa visão sistêmica. Ou seja, não procura solução através de excluir, de punir. Procura soluções dentro de um sistema. E o sistema é um só, inseparável. Seja o sistema formado por uma família, por organizações, comunidades, entre outros”, explica.

Como funciona?

Levando em consideração que todos pertencem a uma família e cada família tem uma história, a Constelação visa, de forma prática e vivencial, dissolver antigos padrões (conflitos e doenças que se repetem) familiares que de alguma forma impedem o livre fluxo de amor entre os membros de um sistema.  A solução torna-se possível quando a ordem básica sistêmica é restabelecida, os familiares excluídos retornam aos seus lugares, voltam a ser respeitados e os participantes aceitam a herança familiar.

“Na prática, a terapia funciona através de um pequeno teatro, que chamo de teatro da vida real, porque os representantes desse teatro são os participantes do workshop que representam os membros da família (pai, mãe, avó, avô, filho, etc.) da pessoa interessada em resolver alguma questão. Eu, enquanto facilitadora, vou fazendo as perguntas necessárias e os representantes vão dizendo as perguntas, liberando sentimentos, sensações corporais e trazendo o real motivo do problema do inconsciente para a consciência, auxiliando assim a desfazer nós ou emaranhamentos familiares, às vezes muito antigos e quem vem se repetindo por gerações”, conta.

De acordo com Nyaki, o ser humano cria problemas de forma inconsciente. “Então quando fazemos a constelação, os movimentos dos representantes no ‘teatro’ ajudam a pessoa interessada a conseguir entender o que está acontecendo com ela e assim enxergar a solução”, continua.

Workshop

O workshop de Constelação Familiar será realizado no dia 29 de setembro (sábado), de 9h às 7h, com continuação no domingo (30), de 8h30 às 13h. Será composto de uma palestra introdutória conduzida pela facilitadora Efu Nyaki seguida das dinâmicas de constelação, mostrando um funcionamento da técnica dentro de um espaço de confiança. Podem participar jovens, adultos, idosos e até mesmo crianças a partir de sete anos, desde que acompanhadas dos pais. O valor do investimento para os dois dias de curso é de R$ 400, com entrega de certificados e apostilas.

Serviço

O quê: Workshop de Constelação Sistêmica Familiar
Quando: 29 e 30 de setembro
Onde: Espaço Sâmara SOMA, na rua Rio Purus, n. 1136, C-1, Nossa Senhora das Graças, Vieiralves
Informações: 98857-0144

Publicidade
Publicidade