Segunda-feira, 06 de Abril de 2020
educação

Projeto ‘Cidade do livro itinerante’ incentiva a leitura em escolas de Manaus

Projeto de incentivo à leitura chega a Manaus, onde deve beneficiar mais de 7,2 mil alunos de 80 escolas públicas



Capturar2.PNG O lançamento do programa em Manaus foi realizado na manhã de ontem, na escola municipal Francisca Mendes, no São José (Antônio Menezes)
10/05/2016 às 10:09

Depois de passar por Mogi Guaçu, Ribeirão Preto, Suzano, Franco da Rocha, Paulínia e Itapeva, todos municípios paulistas, além de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, o projeto “Cidade do Livro Itinerante” desembarcou ontem em Manaus, com o objetivo de incentivar o hábito da leitura entre as crianças da cidade. As atividades, desenvolvidas pelo Instituto International Paper (IIP) nas regiões onde tem atuação, serão realizadas até o próximo dia 20, na escola municipal Francisca Mendes, bairro São José 2, Zona Leste.

No local, as crianças encontram o “Cantinho da Leitura”: uma livraria infantil; o “Teatro de Bonecos”; a “Casa da Vovó Cotinha”, uma contadora de histórias; o “Castelo das Delícias”, com a amarelinha da boa alimentação, e ainda a “Praça do Papel”, uma oficina de desenhos e escrita. As atividades são gratuitas e destinadas a alunos da rede municipal de ensino e filhos de funcionários do IIP entre 6 e 10 anos, que estejam cursando o ensino fundamental.



De acordo com o gerente geral da International Paper em Manaus, Carlos Fróes, o projeto, realizado desde 2010, já atingiu mais de 23 mil crianças em todo o Brasil e veio à capital amazonense em razão da empresa ter uma unidade produtora de chapas e embalagem de papelão ondulado no Polo Industrial de Manaus (PIM), desde 2014. “Acreditamos que era o momento para expandir esse projeto”, declarou.

Conforme a subsecretária de Gestão Educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Euzeni Trajano, a estimativa é  que mais de  7,2 mil crianças de 80 escolas da rede participem do evento, que contribui com o objetivo estratégico da secretaria. “A proposta colabora com o programa ‘Viajando na Literatura’, que as escolas aderem, e vem trazendo a questão da sustentabilidade. Será um grande apoio à alfabetização”. 

Transformações

Conforme Carlos Fróes,  o objetivo  da “Cidade do Livro Itinerante” é criar o hábito da leitura entre as crianças. “Essa é a base do nosso projeto, porque acreditamos que a leitura pode fazer com que tenhamos uma sociedade melhor e uma educação de qualidade”, pontuou Fróes. 

A gerente de Sustentabilidade e Responsabilidade Social Corporativa da International Paper, Gláucia Faria, enfatizou que a empresa acredita que o conhecimento é capaz de transformar a realidade de comunidades inteiras. “O projeto  contribui com esse processo ao despertar o prazer de ouvir e contar histórias, incentivar a criança a ler  e conscientizar quanto à importância do livro para o desenvolvimento socioeducacional”.

Apoio para alfabetizar as crianças

Para a subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, o projeto “Cidade do Livro Itinerante” vai coroar as ações voltadas à leitura e escrita da rede municipal de ensino.  “Quando o Instituto International Paper nos procurou, logo acreditamos que devíamos apostar nesse trabalho porque a Semed tem como meta este ano alfabetizar todos os alunos do 1º ao 9º anos do ensino fundamental”, disse. 

Para Trajano, “a leitura é um direito essencial a todos os estudantes e um requisito indispensável para o exercício da cidadania”.

A estudante do 1º do ensino fundamental Sofia Elizabeth da Costa Neto, 6, visitou a “Cidade do Livro Itinerante” logo no primeiro dia do evento e ficou encantada com o ambiente e mais ainda com os livros com histórias de princesas, mesmo ainda não sabendo ler. “Não sei ler, mas a titia está lendo pra gente. Gosto da Bela e a Fera”, relatou, dizendo que achou o projeto Cidade do Livro Itinerante “muito legal”. 

Responsabilidade social

O Instituto International Paper foi criado em 2007 para concentrar todas as ações de responsabilidade social corporativa da companhia e tem como missão fomentar o desenvolvimento educacional e socioambiental com foco em crianças e adolescentes. Seu objetivo é mobilizar e engajar a comunidade a desenvolver programas de responsabilidade social.

Números

7,2 mil crianças de 80 escolas da rede municipal devem participar do projeto “Cidade do Livro Itinerante” até o próximo dia 20, segundo a Semed.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.