Sábado, 07 de Dezembro de 2019
AUDIÊNCIA

Testemunha diz que médico acusado de mutilar mulheres era 'querido por pacientes'

A audiência de instrução e julgamento do ex-médico Carlos Jorge Cury Mansilla começou nesta quinta-feira (1). Ele deve ser ouvido ainda hoje



audi_ncia_222222.JPG A testemunha trabalhou com o médico durante os anos de 2010 a 2013 (Foto: Winnetou Almeida)
01/02/2018 às 10:07

Começou na manhã desta quinta-feira (1), na 11ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), a audiência de instrução e julgamento do ex-médico Carlos Jorge Cury Mansilla, que teve o registro cassado por mutilar pacientes em cirurgias no Amazonas e Rondônia. Nesta ação penal, ele responde por estelionato e homicídio culposo de Maria Alteniza de Lima Salles, ocorrido em novembro de 2010.

A audiência começou por volta de 9h, no Fórum Henoch Reis, com o depoimento de uma testemunha de defesa, a técnica de enfermagem Aparecida Azevedo, de 50 anos. Em seguida, será a vez de o ex-médico ser ouvido.



A técnica de enfermagem que trabalhou com o ex-médico no Instituto do Coração do Amazonas (INCOR) na época que a vítima Maria Alteniza fez o procedimento e veio a óbito, afirmou durante a sessão que Cury era bem querido por seus pacientes.

Segundo ela, os clientes ficavam satisfeitos e o ex-médico sempre se preocupava com as pessoas que voltavam após os procedimentos cirúrgicos. Ela também afirmou que nunca houve reclamação das pessoas atendidas por Mansilla.

Outros casos

Além desta ação penal, Mansilla é réu em outras 26 ações em primeira instância no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). Do total, 10 ações tramitam em Varas Cíveis, nas quais as denunciantes requerem indenização por danos morais; 17 ações tramitam nas Varas Criminais comuns, onde o médico cassado é acusado pelo crime de lesão corporal, lesão corporal grave e lesão corporal seguido de morte.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.