Publicidade
Manaus
Manaus

Tio é preso após agredir sobrinho de nove anos por causa de 50 centavos, na Zona Norte

Criança ficou com diversas escoriações pelo corpo. De acordo com a Polícia Civil, o fato ocorreu na tarde do último domingo, dia 15, no bairro Jorge Teixeira 16/11/2015 às 21:34
Show 1
O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca)
Kamyla Gomes Manaus (AM)

Um menino, de 9 anos e que teve a identidade preservada, foi agredido com um cinturão, por diversas parte do corpo, pelo próprio tio, um auxiliar de expedição, identificado como Antônio da Silva Printes, de 28 anos. De acordo com a Polícia Civil, o fato ocorreu na tarde do último domingo, dia 15, na rua Samambaia, bairro Jorge Teixeira, Zona Norte de Manaus.

Policiais militares da 14° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) chegaram ao endereço por meio de denúncias de vizinhos da redondeza.

Conforme informações da PC, as denuncias apontaram que a criança passou correndo pela rua com diversos machucados no corpo.

“Nós recebemos a denúncia e fomos informados que um menino estava correndo desesperado e chorando pela a rua Samambaia, atrás dele, estava o tio com um cinturão nas mãos, correndo atrás dele”, informou o policial da 14° Cicom que preferiu não ser identificado.

O homem ainda chegou a ser detido e agredido por alguns populares, que se revoltaram com a ação.

Os policiais militares fizeram a detenção e conduziram o agressor para a sede da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), que fica no bairro São José, Zona Leste da capital.

Em depoimento prestado na Depca, a mãe do menino, que teve o nome preservado pela polícia, informou que deu dinheiro para o menino, para que ele fosse comprar alimentos em um mercadinho. Quando ele retornou para a residência, o tio que não mora lá, mas estava no momento do ocorrido, sentiu falta de 50 centavos e o agrediu com um cinto por várias partes do corpo.

O auxiliar de expedição foi detido pela PM e também conduzido até a Depca. Ele prestou esclarecimentos para a autoridade policial, em seguida foi liberado, após pagar uma fiança, que não teve o valor divulgado. Ele irá responder o inquérito policial pelo crime de lesão corporal/violência doméstica. A polícia informou que crimes contra a criança são comuns em Manaus.

Publicidade
Publicidade