Publicidade
Manaus
ZONA LESTE

‘Tiro foi acidental’, diz marido que matou esposa durante festa em Manaus

Eliezio Santana Pereira, 20, revelou que o revólver era usado para sua proteção em razão de um ladrão que o ameaçou de morte 07/02/2019 às 16:02 - Atualizado em 07/02/2019 às 16:04
Show morte 123 5e55e52e 5af3 4685 bc38 524b06cf1ee8
Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Eliezio Santana Pereira, 20, acusado de matar a esposa Ione Costa dos Santos, 23, na noite dessa quarta-feira (07), durante uma festa no bairro Mauazinho, na Zona Leste de Manaus, alegou na Polícia Civil que o crime foi acidental. Ele foi apresentado na tarde desta quinta-feira na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O homem confessou o crime e relatou em depoimento que comemorava o aniversário com amigos quando teve uma discussão com a esposa. Segundo o delegado titular, Paulo Martins, a vítima desferiu um soco na boca de Eliezio, que furioso sacou um revólver calibre 38 e atirou à queima-roupa.

Na delegacia, ele mostrou arrependimento e disse que não a arma atirou de forma acidental. “Bateu bastante o arrependimento quando a arma atirou. Não tinha a intenção”, explicou Eliezio. O titular da DEHS afirmou que o homem não possuía passagens pela polícia e que não há nada, até então, que o ligue a criminosos.

Ele revelou que o revólver era usado para sua proteção em razão de um ladrão do bairro que o ameaçou de morte. A arma ainda não foi localizada, mas a DEHS já possui informações dela. “Ele disse que deu a arma para um menor e a advogada disse que deve entregar a arma”, disse. Eliezio foi autuado por homicídio e deve ficar à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade