Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Manaus

TJAM confirma participação em programa nacional de combate à violência contra a mulher

O programa “Mulher, viver sem violência”, do Governo Federal, terá recursos de R$ 265 milhões



1.png No projeto, casas modernas vão reunir os serviços necessários para atender as mulheres vítimas de violência
04/10/2013 às 15:14

O desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), confirmou nesta sexta-feira (4) que o órgão será parceiro do programa “Mulher, viver sem violência”, do Governo Federal.

O programa vai implantar em todas as capitais do País e no Distrito Federal, casas modernas que vão reunir os serviços necessários para atender as mulheres vítimas de violência. Entre eles, Delegacia da Mulher, juizado especial, Defensoria Pública, Ministério Público, atendimento psicossocial, acesso a microcrédito, acesso ao trabalho, acesso à qualificação profissional, espaço de convivência e brinquedoteca, central de transporte e alojamento de passagem.

O anúncio foi feito durante reunião com a titular da Secretaria de Estado do Governo (Segov/AM), Rebecca Garcia, o defensor público do Estado, Ricardo Trindade, e a deputada estadual Conceição Sampaio (PP), na sala de reuniões do TJAM, no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus.

“O Tribunal de Justiça do Amazonas não poderia ficar de fora dessa parceria que vai beneficiar milhares de mulheres que são vítimas de violência. Estamos em total sintonia e acreditamos que todas as providências serão tomadas para que esse programa comece a funcionar até junho”, informou o presidente do TJAM, desembargador Ari Moutinho da Costa.


O convite à instituição para participar do programa foi feito pela secretária Rebecca Garcia, que coordena os trabalhos do projeto no Amazonas.

Lançamento

O programa será lançado no dia 30 de outubro em Manaus por todos os representantes dos órgãos, mas na próxima quarta-feira (9) já haverá uma reunião técnica com os envolvidos, para discutir o trabalho. A intenção é inaugurar a Casa da Mulher até junho de 2014 e o local está sendo definido.

Além da Casa da Mulher, o Governo Federal estará disponibilizando dois ônibus que, de forma itinerante, estarão com serviços oferecidos pela Casa. “É uma conquista para as mulheres e temos certeza que toda a sociedade vai ganhar com isso”, explicou Rebecca Garcia.

*Informações da Divisão de Divulgação e Imprensa do TJAM


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.