Publicidade
Manaus
AUDACIOSOS

Traficantes recrutam no Educandos e oferecem diária de R$60 e benefícios

Cartazes colados em alguns becos do bairro da Zona Sul dizem que estão precisando de olheiros do tráfico 15/07/2017 às 05:00
Show tr fico
Aviso mostra que para bandido nunca falta vaga no mercado do crime. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

 O 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP), situado na Zona Sul de Manaus, está investigando um suposto recrutamento de olheiros do tráfico de droga. O capitão Alberto Neto, da Força Tática, disse à reportagem que o cartaz informando detalhes sobre a “vaga” foi fixado em um dos becos próximos à Feira da Panair, no bairro Educandos, Zona Sul.

O cartaz diz que no local precisa de olheiros do tráfico, com diária de R$ 60, mais alimentação e uma trouxinha de droga. O capitão da Polícia Militar postou em sua página policial que os traficantes da área estão ficando ousados. O delegado Aldeney Goes, titular do 2º DIP, é o responsável pela investigação e já está atrás da veracidade da informação.

De acordo com Goes, a foto com as informações chegou ao seu conhecimento na manhã de ontem e que de pronta resposta já havia colocado equipes nas ruas para tentar identificar o beco em que o cartaz foi fixado. Entretanto até a tarde de ontem, investigadores não conseguiram localizá-lo.

“É muito cedo ainda pra dizer se esse cartaz é aqui perto da Panair. Estamos checando as informações, pode ser verdade ou não, ou pode ser em outra localidade da cidade, mas por enquanto ainda são informações que chegam até nós por meio de rede social”, explicou o titular do 2º DIP.

Ele revelou que policiais da unidade chegaram a ir em alguns becos onde possivelmente poderiam está. “Fomos ao beco da Bomba, pois recebemos informações de que era lá. Fomos e não tinha. Fomos em outros becos também, mas sem sucesso”, disse. Os nomes que estão no cartaz - Branca ou Ted são desconhecidos da polícia. Segundo Goes, caso a pessoa que colocou o cartaz seja encontrada, um pedido de busca e apreensão na casa dela será solicitado à Justiça. “Se colocou é porque mexe com droga”, disse.

Publicidade
Publicidade