Publicidade
Manaus
Manaus

Trânsito: Retornos sem recuo de segurança são mantidos em áreas nobres de Manaus

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) fechou retornos sem recuo na avenida do Turismo, mas não na avenida Coronel Teixeira 04/04/2014 às 09:26
Show 1
Em frente a condomínios localizados na avenida Coronel Teixeira, Ponta Negra, veículos continuam fazendo manobras arriscadas em retornos sem recuo
Jéssica Vasconcelos ---

Os retornos sem recuo de segurança de veículos ao longo da rodovia AM-450 (avenida do Turismo), no bairro Tarumã, Zona Oeste, estão sendo fechados depois que o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) identificou que os locais apresentam risco de acidentes.

A decisão, segundo o Manaustrans, foi baseada em um estudo realizado pelos técnicos do órgão, que constataram o potencial risco de acidentes, pois a visão do motorista que está atrás é prejudicada. No total, seis retornos estão passando por obras e sendo transformados em canteiro central.

Para o motorista Pedro Souza de Almeida, 51, a medida é boa, pois pode ajudar a evitar acidentes, porém vai dificultar a vida dos motoristas que agora precisarão fazer o retorno somente em frente do cemitério Tarumã.

De acordo com Pedro Souza, o ideal era que os retornos fossem adequados para continuar atendendo a necessidade de quem mora e trabalha na área.

“Daqui um tempo vamos ver engarrafamento nesses retornos porque o motorista não terá opção”, acrescentou.

Próximo da avenida do Turismo, na avenida Coronel Teixeira, bairro Ponta Negra, o número de retornos sem recuo chega a nove, praticamente um em frente a cada condomínio. Somente próximo da 12º Companhia do Exército são três retornos sem recuo, um a cada 150 metros. Logo depois, em frente o condomínio Jardim América e Jardim Europa, ambos de classes média a alta, um outro retorno apresenta perigo aos motoristas porque, assim como os que estão sendo fechados na avenida do Turismo, eles não possuem recuo para a manobra.

Segundo o motorista Aurélio Pinheiro Júnior, 48, se o fechamento dos retornos aconteceu para garantir a segurança, a mesma medida deve ser adotada em outras avenidas que apresentam o mesmo risco, que é o caso da Coronel Teixeira. “Se vale para um tem que valer para todos, pois o risco é o mesmo”, disse Aurélio.

O motorista lembra ainda que, em frente à Vila Militar, existem três retornos usados pelos condutores que seguem no sentido bairro-centro e que, constantemente, apresentam perigo de acidentes.

De acordo com a assessoria de comunicação do Manaustrans, o órgão estuda ampliar a medida para outras avenidas, mas por enquanto não é possível dizer quando isso deve acontecer. “O Manaustrans está iniciando pela avenida do Turismo, mas todos os retornos sem recuo de segurança estão passíveis de fechamento ou adequação, conforme o estudo a ser realizado pelo instituto”, acrescentou a assessoria.


Publicidade
Publicidade