Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
OPORTUNIDADE

TRE-AM e Ifam abrem seleção para trabalho em eleição suplementar

As inscrições para alunos e egressos do Ifam podem ser feitas até as 23h59 de hoje. A remuneração varia de R$1.100 a R$1.800, além de auxílio transporte e alimentação.



JUSTI_A.JPG Os selecionados serão contratados em regime de CLT (Foto: Reprodução/Internet)
14/07/2017 às 12:12

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) e o Instituto Federal de Educação do Amazonas (IFAM) abriram mais de 400 vagas para alunos e egressos da instituição que desejam trabalhar nas eleições suplementares 2017 para o Governo do Amazonas. As inscrições vão até as 23h59 desta sexta-feira (14).

O objetivo dessa parceria institucional visa auxiliar a Justiça Eleitoral com a preparação/execução das Eleições ao mesmo tempo que capacita alunos e egressos com conhecimentos e experiência para o mercado de trabalho.

Os candidatos que não possuem vínculo acadêmico com o IFAM ou não são egressos do Instituto e desejam trabalhar nas eleições suplementares devem aguardar a abertura das inscrições no dia 15 de julho. As inscrições de candidatos que não sejam alunos ou egressos não serão consideradas.

Para se inscrever, os candidatos devem  ter no mínimo 18 anos de idade e é desejável que esteja cursando ou tenha Curso Técnico de Nível Médio ou Superior na área de Informática ou afins.

Os selecionados serão contratados em regime de CLT com carga horária de 44 horas semanais. A remuneração varia de R$1.100 a R$1.800, além de auxílio transporte e alimentação.

A seleção será feita por análise curricular e conduzida por meio de parceria entre o Instituto Federal do Amazonas (IFAM) e o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). O resultado será divulgado dia 18 de julho.

As inscrições podem ser feitas no site. Confira as vagas por município na página do Ifam.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.