Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Três dias antes de casar, vigilante é morto com 11 tiros na Zona Norte de Manaus

Ainda segundo testemunhas, após o ocorrido os suspeitos desceram da moto e levaram a carteira e um saco preto que estava dentro do bolso de sua calça


13/12/2013 às 12:30

O vigilante Cleilson Ferreira Cutrim,32, foi morto com 11 tiros na noite desta quinta-feira (12) em frente a um lanche na rua Manacapuru, Colônia Terra Nova 3, Zona Norte de Manaus. Segundo informações de testemunhas, o vigilante chegou ao local em sua moto para pedir uma pizza, quando foi abordado por um veículo modelo pálio, com placas não identificadas, e duas motos.

Os ocupantes dos veículos fizeram 11 disparos contra Cleison Cutrim. Ainda segundo testemunhas, após o ocorrido os suspeitos desceram da moto e levaram a carteira e um saco preto que estava dentro do bolso de sua calça. A vítima ainda foi levada ao Serviço de Pronto Atendimento de Saúde (SPA) do conjunto Galiléia, mas não resistiu aos ferimentos.

A polícia suspeita que Cleilson tenha envolvimento com o tráfico de drogas e trabalha com a hipótese de acerto de contas e latrocínio. O caso foi registrado no 18° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a Delegacia de Homicídios vai investigar o caso.

De acordo com os familiares da vítima, que estavam presentes no velório realizado nesta manhã na igreja Assembleia de Deus do mesmo bairro, o vigilante vivia uma fase feliz de sua vida, pois ia se casar nesta segunda-feira (16) com a companheira com quem teve três filhos.

#Com informações da repórter Bruna Souza

publicidade
publicidade
Ex-detento morre no hospital dois dias após ser atingido por sete tiros
Homem é preso suspeito de matar soldado da Aeronáutica durante o Carnaval
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.