Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
PROCURADO_FC820714-4789-46E1-813B-BDE9CD943C62.JPG
publicidade
publicidade

TRÁFICO DE DROGAS

Três envolvidos com o crime foram mortos no intervalo de uma hora em Manaus

Jhonsson Alves Barbosa, sobrinho de 'Zé Roberto da Compensa', líder da facção criminosa Família do Norte (FDN), é um dos pistoleiros mais procurados pela polícia


29/01/2019 às 03:47

Três pessoas foram assassinadas na noite de domingo no intervalo de uma hora. As mortes estão sendo atribuídas à briga entre facções por disputa de territórios do tráfico de drogas, conforme informou, ontem, o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins. Além das mortes, a Polícia Militar foi acionada para atender ocorrências de tiroteio em vários pontos da cidade.

O primeiro homicídio aconteceu por volta das 22h, na rua D. Pedro I, bairro Santo Antônio, Zona Oeste. A vítima foi identificada como Jonathas Campos da Silva, 22, morador da rua Lauro Bittencourt, no mesmo bairro. Ele foi assassinado com dois tiros, um na mão e outro no peito.

A vítima ainda chegou a ser levada para o SPA Joventina Dias, na Compensa, mas acabou morrendo. De acordo com os policiais,  Jonathas tinha envolvimento com o tráfico e era um dos soldados do traficante Fábio de Queiroz Vieira, o “Olho de Boneca”, preso no Centro de Detenção Provisória 2 (CDPM 2). O crime seria represália do grupo chefiado por “Sandrinho” e “Alexandre Cagão”, que comandam o tráfico no São Jorge. 

Por volta das 22h50, Leonardo da Silva 27, o “Dog”, foi morto com 15 tiros, no  Alvorada, Zona Centro Oeste. De acordo com a polícia, ele estava no bar “Cantinho do Lanche", na rua Bela Vista, quando foi surpreendido por homens encapuzados que atiraram contra ele. Até ontem, a autoria do crime ainda era desconhecida. 

De acordo com a Polícia Civil, Leonardo da Silva  era ex-presidiário e também tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

publicidade

Já Erik Loan Dias Ribeiro, 23, foi assassinado com um tiro na nuca, por volta das 23h na rua 27 de Dezembro, bairro Grande Vitória. A vítima estava sentada na calçada do mercadinho Caíta, quando foi baleada. Erik é ex-presidiário e estava solto desde o fim do ano passado. A autoria ainda é desconhecida. 

O delegado Paulo Martins disse, ontem, que o número de homicídios está diminuindo e que as mortes que estão acontecendo são motivadas pelo tráfico. De acordo com ele, as mortes são encomendadas e executadas pelos pistoleiros que trabalham para as facções, que não são muitos. 

A maioria dos matadores já é conhecida pela polícia e alguns estão sendo procurado. Um  que está com mandado de prisão preventiva em aberto é o pistoleiro Jhonsson Alves Barbosa, 27, conhecido como “Playboy”, “Calando”, “Pequeno” e PQP”. Ele responde a vários homicídios e é um dos mais procurados pela polícia atualmente. Jhonsson é sobrinho do traficante José Roberto Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”.

Esforços na elucidação

Paulo Martins ressaltou que a polícia tem conseguido elucidar os crimes de homicídio com certa rapidez, mesmo com a estrutura da DEHS não sendo satisfatória. De acordo com ele, o efetivo ainda é pouco para atender a demanda, mas  tem contado, principalmente, com a colaboração da população, que está denunciando e fornecendo imagens de câmeras. A Polícia Técnica e Científica também tem somado esforços.

publicidade
publicidade
Rodoviários ameaçam realizar nova greve nos próximos dias em Manaus
Polícia Civil cumpre mandados de prisão em bairros de Manaus durante operação
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.