Publicidade
Manaus
Manaus

Três mulheres são presas em flagrante tentando entrar com drogas em presídios de Manaus

Secretário da Seap revelou que esta é a segunda semana que os agentes que  realizam revistas durante os dias de visita e impedem que familiares entrem com substâncias ilícitas e equipamentos proibidos nas unidades prisionais 01/11/2015 às 20:34
Show 1
Droga estava nas partes íntimas
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Três mulheres foram presas em flagrante tentando entrar com drogas no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no km8 da BR-174, e na cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa (CPDRVP), na avenida 7 de Setembro, no Centro. Outra foi presa tentando  entrar com um aparelho celular para um interno no CPDRVP.

Juliete da Silva Vieira  foi presa  na tarde de sábado (31) tentando entrar no Compaj com 200 gramas de maconha escondida nas partes íntimas. Segundo informações da unidade, Juliete ia visitar o marido, Diego Humberto dos Santos Vieira, interno do pavilhão um, ala um, cela sete. Ela foi encaminhada ao 20º Distrito Integrado de Polícia (20º DIP), para os procedimentos de flagrante.

Domingo pela manhã (1º), duas mulheres tentaram entrar na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa (CPDRVP), portando substancias entorpecentes: Elaine Machado dos Anjos e Majory Alexsandra Bezerra Lameira. Larissa da Fonseca Sevalho tentava entrar com um aparelho celular para entregar a um interno.

O secretário da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap)  Pedro Florêncio esta é a segunda semana que os agentes que  realizam revistas durante os dias de visita e impedem que familiares entrem com substâncias ilícitas e equipamentos proibidos nas unidades prisionais.

De acordo com Pedro Florêncio, todas as unidades foram orientadas a adotarem padrões de revista para entrada de visitantes e produtos. “Realizamos visitas em todos os finais de semana desde que assumimos a Seap, e conversamos com diretores de unidades e agentes penitenciários para reforçarmos as revistas, os servidores merecem nossos cumprimentos pelo excelente trabalho que estão realizando e pelos resultados alcançados”, disse Pedro Florêncio.

O diretor adjunto da Cadeia Pública, Alexandre Moraes, explicou que as mulheres estavam com a quantidade de droga e o celular, escondidos nas partes íntimas, e que durante a revista, a policial militar feminina desconfiou e questionou as visitantes. As mulheres confessaram e entregaram as drogas e o celular.

Elaine e Larissa passaram pela revista por volta das 9h40. Elaine foi flagrada com aproximadamente 400 gramas de maconha e 2 gramas de cocaína em pó e ia visitar o companheiro Francisco de Assis da Silva. Larissa que estava com o celular, iria visitar o companheiro, o interno Hiel Lucas Miranda Silva.

Majory Alexsandra Bezerra Lameira passou pela revista por volta das 10h30, e portava cerca de 200 gramas de maconha, para visitar o filho, Lucas Gabriel Lameira de Castro. As três mulheres foram conduzidas ao 1º Distrito Integrado de Polícia (1º DIP). Todas as quatro mulheres flagradas neste final de semana serão impedidas de entrarem na unidade para visita por 30 dias, como punição por desrespeitar as regras.

Publicidade
Publicidade