Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
venezuelanos_DBB5B6C8-D446-43B3-9F1E-F0F4A8E34B70.JPG
publicidade
publicidade

IMIGRANTES

Treze venezuelanos acampados na rodoviária serão levados para abrigo nesta terça (11)

Entre as 13 pessoas que vão para o abrigo Oasis, localizado no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, estão incluídas crianças menores de cinco anos, juntamente com suas mães


10/12/2018 às 20:38

Hoje, a partir das 18h, a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), com o apoio do Oasis Acolhimento de Famílias e do Alto Comissariado das Nações Unidas (Acnur), realizará a transferência de 13 migrantes venezuelanos que estão acampados no entorno da rodoviária de Manaus.

Essa primeira transferência faz parte da ação conjunta desdobrada na semana passada por iniciativa da Sejusc que convidou órgãos do governo estadual, do Município e da sociedade civil e privada para atuarem emergencialmente junto aos venezuelanos indígenas e não-indígenas que não têm abrigo em Manaus.

“Alguns órgãos atenderam ao chamado da Sejusc, que, além de ser de cunho institucional é humanitário, precisa ser colocado em prática o quanto antes, haja vista que essas pessoas chegam a Manaus em estado de vulnerabilidade física e psicológica”, explica a titular da Sejusc, Eliane Ferreira, que também destaca a questão do período chuvoso de Manaus, que afeta, principalmente as crianças, que ficam expostas às doenças.

Entre as 13 pessoas que vão para o abrigo Oasis, localizado no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul, estão incluídas crianças menores de cinco anos, juntamente com suas mães. “Elas apresentam doenças respiratórias e desidratação. Por isso, a transferência delas é prioridade”, informa Eliane.

A articulação para o abrigamento dos outros 123 migrantes está em andamento e, por enquanto, os atendimentos sociais e de saúde vão continuar sendo realizados no acampamento. “Estamos em busca de outros locais que já tenham infraestrutura para receber os venezuelanos. Além disso, temos que garantir a alimentação deles, o acesso à saúde e também à cidadania”, enfatiza a secretária executiva adjunta de Direitos da Sejusc, Maria de Jesus Lins.

Para colaborar com a alimentação dos migrantes que vão ser abrigados, a faculdade Fametro já sinalizou que  vai doar 30 caixas de frango e a Acnur, colchões e kits de higiene.

publicidade
publicidade
Abrigo Moacyr Alves realiza no próximo final de semana a 10ª Feijoada Beneficente
Guaidó convoca venezuelanos para 'maior marcha da história' contra Maduro
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.