Publicidade
Manaus
Manaus

Trio acusado de duplo homicídio fugiu da cadeia há três dias

Delegacia de Homicídios não descarta a participação do bando no duplo homicídio que aconteu nesta quarta-feira em Flores 03/12/2014 às 19:15
Show 1
Trio apresentado na Delegacia de Homicídios fugiu da cadeia no domingo (30)
JOANA QUEIROZ ---

A polícia está tentando recuperar os criminosos e supostos pistoleiros da facção criminosa Família do Norte (FDN)  Leonardo Almeida de Souza, 22, Marcos Henrique Neves de Lima, 28, e Tiale Ferreira da Silva, 30,  que no dia 9 do mês passado  entraram na casa, sequestraram e mataram Leandro Pereira, 26, e Carlos Alberto, 34. Eles passaram apenas 22 dias presos e já estão em liberdade. A polícia está tentando a recapturá-los pois são considerados perigosos.

O trio fugiu na madrugada do último domingo (30) da Cadeia P Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, Centro, Zona Sul, onde estava desde o dia 10 do mês passado, quando foram presos em flagrante com os corpos, um no banco traseiro e outro no porta mala do veículo, segundo a polícia no momento que eles circulavam em busca de um lugar para deixar as vítimas. Segundo informação da cadeia pública, eles usaram uma corda feita com lençóis conhecida como “tereza” para escalar o muro da cadeia. A fuga dos presos foi mantida em sigilo pela direção. Ontem o secretário de justiça e de direitos humanos  coronel Louismar Bonates confirmou a fuga, mas disse que não sabia dar maiores informações. 

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) Paulo Martins disse que só ficou sabendo da fuga do trio ontem pela manhã e que no mesmo momento determinou que uma equipe de investigadores fosse para as ruas tentar prender os fugitivos, pois para ele são homicidas em potencial e que precisam ser presos antes que matem outras pessoas. O crime de Leandro e Carlos Alberto ocorreu porque o primeiro teria tomado “arrochado” 10 quilos de cocaína pertencente à FDN no valor de R$ 50 mil, conforme confessaram os autores 

Paulo Martins não descarta a possibilidade da participação do grupo no duplo homicídio ocorrido ontem à tarde na comunidade Santa Cruz, bairro de Flores. De arcodo com as investigações o bando trabalhava para a FDN. 

Mensagens encontradas pela polícia no celular dos suspeitos apontam que são pistoleiros dos traficantes José Roberto Fernandes o "Zé Roberto da Compensa" e João Pinto Carioca o "João Branco" fugitivo da Justiça desde março acusado de ser o mandante e executor  do homicídio do delegado da Polícia Civil Oscar Cardoso no dia 9 de março deste ano.

Publicidade
Publicidade