Publicidade
Manaus
Manaus

Trio assalta comércio e um deles faz família refém em outra casa ao fugirem da polícia, em Manaus

Após perceberem chegada de viatura policial, trio de assaltantes tentaram fugir. Dois deles escaparam em veículo Gol e o terceiro, a pé, invadiu outra casa na mesma rua e fez família refém 07/10/2014 às 16:14
Show 1
Dinheiro e arma foram apreendidos com um deles
acritica.com Manaus (AM)

Três homens armados assaltaram um comércio no bairro Vila da Prata, Zona Oeste, e, durante fuga, um deles fez oito membros de uma mesma família reféns em outra casa, nesta terça-feira (7), em Manaus. Dois deles conseguiram fugir em um veículo e o homem que fez uma família refém acabou se entregando após negociações com a polícia.

Marlon Araújo da Silva, 28, foi preso em flagrante por policiais da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e levado para delegacia. O assalto aconteceu em comércio localizado na Travessa Bela Vista, bairro Vila da Prata, e durante a fuga Marlon invadiu outra casa na mesma rua e surpreendeu as oito pessoas que estavam no local.

Conforme a polícia, o trio de bandidos chegou à Travessa Bela Vista no veículo Gol de cor branca e placas não identificadas. Eles estacionaram próximo ao comércio assaltado e um deles ficou dentro do carro enquanto outro deu cobertura e o terceiro, Marlon, cometeu assalto. Um morador percebeu a ação criminosa e acionou a polícia.


A viatura chegou a tempo e assustou os três bandidos. Os dois primeiros conseguiram fugir dentro do Gol e Marlon, a pé, invadiu outra casa na mesma rua, onde fez como reféns os oito ocupantes. Ele ainda atirou para cima para assustar todos e deu coronhada em um dos moradores. Após negociação com a polícia, ele se entregou e liberou as vítimas.

Com Marlon, foram encontrados R$ 2.300 roubados do comércio e uma pistola 9 milímetros com sete munições não deflagradas, de uso restrito do Exército, usada para o crime. Ele foi autuado pelos crimes de roubo e disparo de arma de fogo e será levado para cadeia pública. Os outros dois bandidos ainda não foram identificados e estão sendo procurados.

Publicidade
Publicidade