Publicidade
Manaus
VEXAME

Trio da Guarda Civil de Tefé é afastado após gravar vídeo machista em Manaus

Na gravação, de 17 segundos, aparece o comandante da Guarda Civil de Tefé que foi exonerado do cargo 21/06/2018 às 16:30 - Atualizado em 21/06/2018 às 16:39
Show guarda
Foto: Reprodução/Internet
Oswaldo Neto Manaus (AM)

Três guardas civis municipais do município de Tefé (a 522 quilômetros de Manaus) foram afastados das suas funções após gravarem um vídeo com falas machistas e compartilharem nas redes sociais. O prefeito do município, Normando Bessa, confirmou que um dos homens era comandante da Guarda Civil da cidade. Outros dois devem responder um inquérito administrativo pela prática.

O vídeo de 17 segundos teria sido gravado em Manaus na semana passada enquanto o grupo fazia um curso na capital. Cinco homens aparecem nas imagens em um veículo, mas dois deles não foram identificados. Um deles, o comandante da Guarda Civil identificado como Jelciely dos Anjos Gomes, é o que pronuncia o “discurso” machista.

“Bom dia pessoal, eu sou Célio dos Anjos, estou falando da cidade de Tefé no Amazonas e o Brasil que eu quero para o futuro é um Brasil com menos mulher reclamando dizendo que na sua cidade não tem r**. Vem aqui pra Tefé no Amazonas que você vai encontrar a r** que você está desejando”, declarou. Em seguida, os guardas festejam a fala do colega.

De acordo com o prefeito de Tefé, Normando Bessa, a prefeitura tomou conhecimento do vídeo de forma imediata e decidiu exonerar o comandante Jelciely dos Anjos, nomeado após concurso público. A prefeitura solicitou que dois guardas contratados, identificados como Celson Meza Gomes e Clemente Lopes de Almeida fossem demitidos.

Bessa ainda informou que um inquérito administrativo foi aberto para apurar a conduta dos outros dois servidores que aparecem no vídeo. Assim como Jelciely, que foi substituído por outro comandante, eles também são concursados.

“Da nossa parte, não só como gestor como prefeito, eu repudio tudo isso. A gente sabe que as pessoas, mesmo ocupando qualquer tipo de cargo, devem ter respeito pelos outros. De imediato tomei as providências pois não compartilho com isso”, disse o prefeito.

A exoneração do comandante deve ser publicada no Diário Oficial na próxima semana, segundo a prefeitura de Tefé.

Publicidade
Publicidade